People Analytics: como a análise de dados pode trabalhar a favor da sua carreira

Usar dados na gestão de pessoas permite que empresas mantenham seus talentos por mais tempo e criem uma trilha de desenvolvimento que faça sentido para os funcionários.

Bruno de Lima
Compartilhe esta publicação:
Getty
Getty

O People Analytics consiste no uso de um conjunto de ferramentas de análise de dados de dados para auxiliar na gestão de pessoas de uma organização.

Acessibilidade


Uma pesquisa realizada pelo LinkedIn mostrou que o setor de recursos humanos está, cada vez mais, apostando no potencial de People Analytics na gestão de pessoas. O levantamento entrevistou mais de 7 mil profissionais de RH em 35 países diferentes. Deles, 73% afirmam que a solução de análise de dados ligadas à movimentação e comportamento dos funcionários será prioridade para suas empresas nos próximos cinco anos. “O People Analytics é uma técnica para obter informações valiosas sobre as pessoas. Isso ajuda os negócios a tomarem decisões de forma mais rápida, precisa e coerente”, diz Anderson Paulucci, especialista em análise de dados e cofundador da empresa de tecnologia Triggo.ai. O interesse na solução é relevante: o LinkedIn elencou o People Analytics como uma das quatro maiores tendências para o setor de Recursos Humanos em 2021. 

A ferramenta vem para auxiliar o setor no desafio de aprimorar a forma que os profissionais trabalham.  O tema é uma prioridade para 96% dos entrevistados. Entretanto, apenas 52% afirmam que estão conseguindo atingir esse objetivo dentro das empresas. Entre as possibilidades que os dados proporcionam está a oportunidade de identificar os problemas que levam as pessoas a deixarem uma companhia, por exemplo.

SAIBA MAIS: Hackers do bem: conheça a profissão que tem salários de até R$ 50 mil

Os benefícios para as empresas vão além da chance de desenvolver sua força de trabalho. “Com o People Analytics, podemos calcular o quanto um colaborador pode trazer de retorno para as empresas”, diz. Essas informações podem ajudar na elaboração de metas e KPIs que sejam mais realistas para a situação do negócio. Para colher esses dados, um dos caminhos é aplicar questionários nos momentos de admissão e desligamento de funcionários da empresa. Ou, por exemplo, analisar o tempo em que cada profissional passa em determinada tela ou tarefa online para identificar gargalos em processos. 

A adoção dessa tecnologia não precisa ser um grande custo. A tecnologia em nuvem e modelos de SaaS, que cobram pelos softwares de acordo com a intensidade de uso da empresa, são alternativas para organizações que desejam adotar essa ferramenta sem precisar desembolsar grandes valores. “Uma empresa, independentemente do seu tamanho, tem viabilidade técnica e financeira para aplicar o People Analytics”, diz Anderson Paulucci.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: