5 dicas para procurar emprego se você tem mais de 50 anos

Estar ativo no mercado de trabalho não tem idade limite. Saiba como estar atualizado para competir na busca por um emprego após os 50 anos

Ashley Stahl
Compartilhe esta publicação:

Saiba como procurar emprego aos 50 anos com essas 5 dicas

Acessibilidade


Um artigo recente no Wall Street Journal informou que, em janeiro de 2022, quase um terço das pessoas que procuravam por um emprego tinha mais de 50 anos. Por que, então, os empregadores desesperados na busca por talentos não contratam essas pessoas, de uma das gerações mais competentes, que estão na busca por uma colocação?

Pode ser devido à idade. Infelizmente, o etarismo é real.

LEIA TAMBÉM: Aprenda a negociar: 7 passos para planejar o processo

Mesmo que a idade seja uma categoria ‘blindada’, ninguém está falando sobre isso. A maioria das estratégias de diversidade, equidade e inclusão se concentra em etnia, gênero e orientação sexual. Raramente, se for o caso, inclui idade. Mas a verdade nua e crua é que, em 2020, 78% dos trabalhadores mais velhos, com idades entre 40 e 65 anos, relataram discriminação no local de trabalho.

Embora a linguagem específica para falar sobre a idade seja proibida pela EEOC (Comissão de Oportunidades Iguais de Emprego dos EUA), os sinais de discriminação por idade incluem descrições de trabalho que dizem: “nativo digital”, “recém-formado” ou “ideal para pessoas com mais de 50 anos”. Mas há coisas que os trabalhadores mais velhos podem fazer para concorrer com os mais jovens. Aqui vão cinco estratégias e dicas de busca de emprego para trabalhadores com mais de 50 anos que querem um espaço no mercado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

   1. Use sua rede

A melhor maneira de encontrar um emprego ainda é por meio do networking. Aproveite as conexões que você fez em posições anteriores. Entre em contato com sua lista. Apareça – e participe de eventos. Deixe sua rede saber que você está em busca de um novo emprego e que tipo de trabalho você está procurando. Não tenha medo de pedir para ser apresentado a alguém. Basta ser específico, respeitoso e direto. Reconheça que as pessoas estão ocupadas e mostre apreço pelo tempo delas. Ao pedir uma apresentação, certifique-se de informar sua conexão sobre seus motivos. Diga-lhes que você está procurando trabalho. Faça sua lição de casa para ter certeza de que a pessoa a quem você está pedindo para ser apresentado é a pessoa certa. Facilite as coisas para que eles lhe ajudem. Mais importante ainda, demonstre gratidão.

  • Dê uma repaginada no seu currículo: Além de sua rede, seu currículo é o seu pé na porta. É a primeira impressão que você causará a um empregador em potencial. Além de revisar completamente a gramática e a ortografia, aqui estão algumas outras dicas.

2. Elimine informações que revelem de cara sua idade

A AARP descobriu que 90% dos candidatos enviaram voluntariamente informações relacionadas à idade. Parte disso foi inconscientemente, como o número de anos no trabalho e as datas de formatura do ensino médio ou da faculdade.A maneira mais fácil de revelar sua idade é incluir o ano em que você se formou na faculdade. Basta deixá-lo de fora. Trabalhos que você ocupou há mais de 15 anos deixe de fora, se puder. Seu currículo é um documento para destacar a experiência que será relevante para o próximo emprego que você procura. Tente equilibrar o ato de deixar empregos de fora para se proteger do preconceito de idade com a demonstração de sua experiência relevante. Em vez disso, inclua esses itens em sua carta de apresentação.

  • Use linguagem direta. Por exemplo, reformule a expressão “trabalho bem em equipe” para “reputação sólida”. Deixe as suposições de fora. Neste exemplo, em vez de trabalhar bem com os outros, você construiu uma sólida reputação de fazer as coisas, liderar uma equipe etc.
  • Foco em métricas. Contextualize suas conquistas. Mostre como elas agregaram valor aos seus empregadores anteriores. Use números, dólares e porcentagens para mostrar seu valor. Por exemplo: “Sob minha liderança, nossa equipe aumentou as vendas em 72%”.

3. Evite armadilhas de softwares de triagem de candidatos

Embora seja ilegal discriminar com base na idade, o software de triagem de candidatos pode ser programado para descartar candidatos com habilidades específicas ou  com muito tempo de trabalho. Remova a linguagem que pode estar indiretamente ligada à sua idade. Por exemplo, altere seu currículo para “mais de 10 anos” em vez de “18 anos” no que se refere à sua experiência.

Evite listar programas desatualizados como o WordPerfect. Se você ainda tiver uma conta de e-mail da AOL, considere atualizar seu provedor de e-mail para Yahoo ou Google. Melhor ainda, use seu nome como domínio: [email protected].

4. Demonstre fluência em tecnologia

Uma razão pela qual os trabalhadores mais velhos são preteridos é a falta de fluência em usar a tecnologia. A fluência tecnológica é definida como saber quando e como usar a tecnologia para resolver um problema. Ser conhecedor de tecnologia também inclui conhecimentos de informática. Este é um entendimento básico de computadores e aplicações gerais. Se você não tem conhecimentos de informática, os cursos para adultos podem ser uma ótima opção para se atualizar rapidamente.

5. Atualize o look

Nada vai revelar sua idade mais rápido do que aparecer para uma entrevista em um suéter dos anos 80 com cabelos grisalhos. Não há necessidade de pintar o cabelo, mas alguns especialistas concordam que atualizar seu penteado e adicionar novas peças ao seu guarda-roupa mostra aos empregadores em potencial que você não está vivendo no passado. As primeiras impressões importam.

Parecer profissional é muito mais importante do que parecer moderno.

É importante lembrar de começar sua busca de emprego cedo. Será uma competição e você estará disputando com um grupo mais jovem. Isso não significa que você não seja ativo em sua carreira e que suas habilidades estejam desatualizadas.

Compartilhe esta publicação: