10 maneiras em que a busca por emprego se parece com um namoro

Seu encontro (ou seu emprego) dos sonhos não vai bater à sua porta. Saiba em que momentos o job hunting vai exigir as mesmas habilidades que um primeiro encontro

Caroline Castrillon
Compartilhe esta publicação:

Dúvidas, ansiedade e até a dúvida sobre o que vestir. A busca por emprego pode se parecer muito com um namoro

Acessibilidade


Há o nervosismo, a escolha do que vestir e, claro, a dúvida sobre se a experiência vai atender às suas expectativas. A procura por um emprego pode ser muito parecida com um namoro. E aqui vão 10 motivos para isso:

1. Você precisa sair por aí

Seu encontro dos sonhos não vai chegar de repente à sua porta e gritar: “Estou aqui!” Geralmente é preciso algum esforço para conhecer pessoas. A procura de emprego também requer persistência, consistência e uma atitude positiva. Não basta apenas enviar o currículo. Em vez disso, crie um sistema e cumpra-o. O networking também deve se tornar parte de sua rotina diária de busca de emprego.

Leia mais: Mercado Livre adere ao anywhere office

2. Faça sua pesquisa

Antes de se encontrar com alguém de um aplicativo de namoro, você pesquisa no Google antes? De acordo com uma pesquisa da Statista, 40% das pessoas pesquisam seu encontro no Google antes de se encontrarem pessoalmente, enquanto 44% rolam os feeds sociais de seus parceiros. Nesse mesmo sentido, aprenda o máximo que puder sobre a empresa antes da entrevista. Revise o site corporativo, converse com as pessoas que trabalham lá, explore notícias e siga a empresa nas redes sociais. Dessa forma, você estará atualizado sobre quaisquer notícias de última hora que possam ser relevantes para a posição em que você está interessado.

3. Dê o seu melhor

As primeiras impressões são tudo. Quando você vai a um encontro, pensa em chegar na hora e assumir seu papel. É o mesmo com a caça por emprego. Traga apenas o essencial, guarde o celular e se comporte!

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

4. A linguagem corporal é importante

Assim como no mundo do namoro, a linguagem corporal é um componente chave na procura de emprego. A psicóloga social e professora da Harvard Business School, Amy Cuddy, descobriu que pequenos ajustes na maneira como você move seu corpo podem afetar significativamente os resultados dos eventos em sua vida. Apenas dois minutos em uma pose de poder (braços levantados, pernas afastadas, por exemplo) antes de sua entrevista, pode torná-lo mais confiante, calmo e ainda mais propenso a ser contratado. Sejam expressões faciais, gestos ou contato visual, dicas não verbais podem fazer a diferença entre receber uma oferta de emprego ou ser levado para fora da porta.

Leia mais: Inscreva-se para a seleção da lista Under 30 2022

5. Confie em seus instintos

Embora seja importante analisar todas as ofertas de emprego que você recebe, não há nada como confiar em seus instintos. O trabalho parece ótimo no papel, mas você ainda sente que algo está errado ou bom demais para ser verdade? Se você tiver uma sensação física negativa ao pensar no novo papel, geralmente é um sinal para ficar longe. Embora um pouco de ansiedade seja normal quando se trata de procurar emprego, sentir-se desesperado ou em pânico não é normal.

6. Autenticidade é importante

Namorar envolve procurar pessoas que tenham os mesmos valores e apreciem você por quem você é. A caça ao trabalho é da mesma maneira. Certifique-se de que um possível empregador compartilhe seus valores. Se não, você pode estar destinado à infelicidade. Você também deve sentir que a cultura da empresa incentiva a autenticidade. Afinal, passamos a maior parte de nossas vidas no trabalho. Se você não pode ser você mesmo, então qual é o ponto?

7. Não se contente com menos do que você vale

Uma das melhores falas vem do filme Thelma e Louise, quando a personagem de Susan Sarandon diz: “Você consegue o que quer”. Se você está namorando ou se preparando para uma entrevista, saiba o seu valor. Em termos de salário, seu valor de mercado é o que você deve ganhar com base em suas habilidades e experiência, bem como na posição e localização. Faça sua pesquisa para determinar seu valor antes de entrar em uma negociação salarial. Dessa forma, você terá mais chances de obter o título e a compensação que merece.

8. É uma via de mão dupla 

A procura de emprego e o namoro são uma via de mão dupla. Em outras palavras, não se trata apenas de você, o candidato, se vendendo para um gerente de contratação. É tão importante para a empresa vendê-lo na empresa e na posição. Prepare uma lista de perguntas para fazer ao seu potencial empregador sobre o trabalho, seu chefe e a organização. Considere por que você quer trabalhar para esta empresa. Ao chegar à mesa com perguntas inteligentes, você também se posiciona como alguém curioso, preparado e interessado.

9. Não diga “sim” imediatamente

Assim como você não diria “sim” para uma pessoa que pede em casamento depois do primeiro encontro, você não quer necessariamente aceitar a primeira oferta de emprego que aparecer. Você ficará neste trabalho por pelo menos um ano, e isso pode fornecer uma base sólida para o resto de sua carreira. Além disso, você deseja garantir que a posição tenha remuneração justa e benefícios competitivos. Quer você tenha ou não ofertas concorrentes, você ainda deve garantir que o trabalho seja o certo para você.

10. Você pode precisar beijar alguns sapos

A procura de emprego pode ser um processo tedioso, por isso é fundamental ser paciente. A parte mais difícil de esperar por um sim é que você tem que ouvir muitos nãos ao longo do caminho. A boa notícia é que muitos nãos podem ajudá-lo a aprimorar suas habilidades de entrevista e resiliência. Então, tome o seu tempo para encontrar o emprego certo. Como namorar, você pode precisar beijar alguns sapos antes de encontrar seu príncipe.

Embora os dois mundos possam parecer muito diferentes, a procura de emprego é muito parecida com o namoro. Agora deslize para a direita e conquiste o emprego dos seus sonhos!

 

Compartilhe esta publicação: