PepsiCo leva liderança feminina a números acima da média nacional

Divulgação
Claudia Rossi e Aureane Resende, participantes da primeira edição do Ready to Return

Diversidade é mais do que aceitar. É respeitar. Saber que as mais variadas formas de expressão – de gênero, raça, orientação sexual ou até culturais – ajudam a construir uma sociedade melhor para todos. É dar espaço a quem quer. É agregar e construir.

E diversidade é fundamental também para os negócios. Traz competitividade. É chave para o crescimento sustentável. Um estudo feito pela consultoria McKinsey apontou que companhias com altos índices de diversidade têm 35% mais probabilidade de obter resultados acima da média do seu segmento.

Para a PepsiCo, diversidade é mais do que um conceito. É um valor fundamental da cultura da companhia, que segue a visão de “vencer com propósito”. Um tema que merece atenção especial e que tem uma área dedicada exclusivamente a ele, chamada de Cultura e Diversidade. Feito por pessoas e para as pessoas. É para eles e elas que a companhia promove ações e programas para que “todxs” possam se expressar da forma que desejarem e ter sempre as mesmas oportunidades. Uma transformação que impacta pessoas, negócios e a sociedade.

Aureane Resende entende como essas inciativas são importantes. Ela participou do Ready to Return, um dos principais programas promovidos pela companhia, que permite a reinserção no mercado de trabalho para quem está há no mínimo dois anos longe dele.

Com uma longa carreira na área de finanças e passagens por grandes empresas, Aureane decidiu dar uma pausa para se dedicar à família por um tempo. Com 50 anos, casada e com duas filhas, quando decidiu retomar a carreira, sem abrir mão da qualidade de vida, encontrou essa oportunidade na PepsiCo.

“Desde a entrevista, me deixaram clara a cultura da empresa. E isso era algo que eu buscava. Porque, para voltar para o mundo corporativo, era importante uma cultura diferente, em que eu pudesse equilibrar minha vida pessoal e profissional. Aqui há muito respeito pela pessoa e um respeito ainda maior pelo funcionário”, afirma Aureane.

História parecida com a de Claudia Rossi, também participante da primeira turma do Ready to Return. Depois de 20 anos trabalhando na área de consultoria, ela decidiu fazer uma pausa na carreira a pedido das filhas, que demandavam por mais atenção.

“Esse sentimento de ‘vamos juntos’ da PepsiCo me conquistou. Sempre tive uma imagem muito positiva da companhia e isso se confirmou. Desde que comecei a integração, percebi o orgulho de todos por trabalhar na PepsiCo. E é exatamente isso que eu buscava e que sinto hoje. A companhia tem como valor a nossa gente, e isso é fundamental para mim neste momento da minha vida”, afirma Claudia, que atua na área de operações.

E os benefícios e programas vão muito além do Ready to Return. Equiparação salarial, processos de recrutamento com ao menos uma finalista mulher, o programa Doce Começo, que oferece licença de maternidade estendida e acompanhamento durante a gravidez e os primeiros meses do bebê, e o Elas por Elas, fórum de liderança feminina para compartilhamento de experiências entre funcionárias e promoção da equidade de gênero, além de projetos de treinamento como o Inspira, que leva mulheres líderes para workshops nos EUA.

Também por causa de todas essas políticas, hoje 43% dos cargos de liderança da PepsiCo são ocupados por mulheres, contra os 41,8% da média brasileira, segundo o IBGE. A meta global da companhia é ter 50% até 2025.

Ultrapassar os muros da empresa e impactar as comunidades ao redor também é parte fundamental da visão da companhia. Para isso, o programa Mulheres com Propósito tem o objetivo de atender 10 mil mulheres na América Latina. Por meio de capacitação profissional, inclusive com aulas presenciais, o foco é na educação, no empreendedorismo e nas oportunidades de trabalho para mulheres que querem construir seu próprio negócio.

Dentro ou fora de casa, o “jeito PepsiCo” é assim: feito por pessoas e para as pessoas.

BrandVoice é de responsabilidade exclusiva dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião da Forbes Brasil e de seus editores

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).