Ibovespa recua nos primeiros negócios​ após IBC-Br

Paulo Whitaker/Reuters
Às 10h11, o Ibovespa exibia baixa de 0,14%

O principal índice da bolsa de valores de São Paulo exibia queda ​​​​nos primeiros negócios de hoje (14), com o início das operações mediado por dados que mostram que a economia perdeu fôlego no final do ano e terminou 2019 com crescimento abaixo do esperado.

A atividade econômica do Brasil terminou 2019 com expansão abaixo do esperado, mostrando perda de fôlego no final do ano em um sinal da fragilidade da recuperação, de acordo com dados do Banco Central divulgados mais cedo. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), aumentou 0,89% no ano passado, em números observados, após expansão de 1,34% em 2018.

LEIA MAIS: Ibovespa cai com novos dados sobre coronavírus

O resultado ficou bem abaixo da expectativa de especialistas consultados na última pesquisa Focus do BC de uma expansão de 1,12% em 2019.

O Ibovespa abriu​​ a 115.662,73​​ pontos, em estabilidade, ​após fechar na sessão anterior em queda de 0,87%. Às 10h11, exibia baixa de 0,14%. Os ganhos da sessão eram liderados liderados por Braskem SA , que subia 0,6%, e as perdas por Localiza Rent a Car SA, em baixa de 1,0%.

Entre as ações com maior participação no Ibovespa, Itaú Unibanco operava em queda de 0,2%, enquanto Bradesco tinha oscilação negativa de 0,03%,​ Banco do Brasil mostrava perda de 0,1% e Santander Brasil tinha recuo de 0,07%.

A Vale exibia baixa de 0,08%, Petrobras PN tinha alta de 0,5% e Petrobras ON subia 0,09%.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).