Deloitte, BMW, Psicologia Viva & Oracle

arte sobre foto/getty images

Deloitte cria plataforma de triagem para sistema de saúde

A Deloitte, que oferece serviços de consultoria empresarial, auditoria, assessoria financeira, gestão de riscos e consultoria tributária para clientes dos mais diversos setores, anunciou a finalização de uma solução digital para triagem de pacientes com suspeita de Covid-19. A plataforma é dedicada a hospitais públicos e privados, redes de clínicas médicas e operadoras de planos de saúde para pré-diagnosticar eventuais casos do novo coronavírus à distância, evitando que pessoas possivelmente infectadas saiam de casa e aumentem o risco de contaminação de terceiros ou que contraiam a doença indo ao hospital sem necessidade. Se uma pessoa estiver em dúvida sobre os sintomas que está sentindo e se esses podem estar relacionados ao novo coronavírus, basta acessar a ferramenta por um navegador de internet e completar informações como idade, doenças pré-existentes e descrição dos sintomas. A partir dessa coleta de dados, a plataforma descarta casos negativos e classifica os quadros suspeitos em leve/moderado ou grave. A partir daí, os estabelecimentos de saúde fazem as recomendações e acompanhamento. A ferramenta serve, ainda, como um banco de dados que pode contribuir com as estatísticas oficiais sobre a doença no Brasil, uma vez que ela registra todo o ciclo dos pacientes e os tratamentos utilizados por cada médico.

****
divulgação

BMW inicia implantação de robôs de logística em suas fábricas

A plataforma de robótica Isaac, da NVIDIA, será adotada pelo grupo BMW para aprimorar suas fábricas automotivas com robôs de logística desenvolvidos com tecnologias de computação de inteligência artificial e visualização. O objetivo da montadora é melhorar o fluxo de logística das fábricas para produzir carros personalizados com mais rapidez e eficiência. Depois de desenvolvido, o sistema será implantado em todas as fábricas do grupo ao redor do mundo. “A inteligência artificial já tem se provado como a principal tendência para o futuro. Aliada à robótica, conseguimos gerar soluções ainda melhores para todos os envolvidos”, diz Marcio Aguiar, da NVIDIA. A cadeia de suprimentos do grupo BMW processa, na mesma fábrica, milhões de peças de mais de 4,5 mil fornecedores, resultando em 230 mil números de peças exclusivas. Esse volume dobrou nos últimos 10 anos: um total de 2,5 milhões unidades foram vendidas. Além disso, os veículos são oferecidos aos clientes em uma média de 100 opções diferentes, o que faz com que 99% dos pedidos sejam únicos. Esse cenário cria um grande desafio para a logística da fábrica. Para diminuir a complexidade desse fluxo de material, são usados robôs de logística autônomos com IA para auxiliar o processo de produção atual e montar veículos altamente personalizados na mesma linha de produção.

****
Plataforma de atendimento psicológico online capta R$ 6 milhões

A plataforma de atendimento psicológico online Psicologia Viva acaba de fechar uma rodada de investimento de R$ 6 milhões. O aporte foi liderado pelo Fundo Neuron Ventures, lançado pela Eurofarma para apoiar projetos de tecnologia com potencial de transformar o setor de saúde. O Hospital Israelita Albert Einstein, o Grupo BMG e a FespPart já estavam entre os investidores da health tech mineira, que atende clientes como Avon, Roche e Siemens, além dos planos de saúde Porto Seguro, SulAmérica, Care Plus e Unimed. Fabiano Carrijo, CEO da empresa, explica que os recursos serão usados para impulsionar a expansão do negócio, garantindo segurança e modernidade para psicólogos, pacientes e empresas. “Planejamos atuar na melhoria da plataforma, investir na equipe de marketing e comercial, além de desenvolver e entregar novas soluções e serviços de saúde digital”, afirma. Recentemente, em função da Covid-19, a empresa iniciou uma nova frente comercial, disponibilizando aos clientes uma solução de telemedicina. “Só em março, foram realizadas mais de 18 mil consultas na plataforma, um aumento de 200% em relação ao mês anterior”, diz o executivo.

****
Oracle doa processamento de supercomputadores para combate à Covid-19

A Oracle está doando capacidade de processamento de supercomputadores em nuvem para o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O objetivo é apoiar um projeto da plataforma “Rede Vírus”, iniciativa do MCTIC, por meio de uma combinação de técnicas computacionais de acoplamento e dinâmica moleculares, validado por ensaios in vitro, permitindo selecionar compostos potencialmente interagentes e minimizando a ocorrência de acertos de compostos falso-positivos. A computação de alto desempenho baseada em CPU e GPU é essencial para acelerar essas pesquisas para fornecer compostos que podem representar tratamentos potenciais contra infecções por SARS-CoV-2. Os resultados da pesquisa impactarão a saúde pública na população brasileira. A gigante de tecnologia disponibilizou créditos de Oracle Cloud Infrastructure High Performance Computing (HPC), solução em nuvem para processamento de alto desempenho, que já estão em execução e auxiliando os pesquisadores do Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) do CNPEM.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).