Vivo, Pride Bank, Planet Smart City & Mycon

arte sobre foto/Getty Images

Vivo doa internet para primeiro hospital de campanha do Rio

A Vivo anunciou que vai oferecer internet, gratuitamente, para o primeiro hospital de campanha do Rio de Janeiro, no bairro do Leblon. Construído pela Rede D’Or, o hospital contará com 200 leitos voltados para pacientes do SUS diagnosticados com Covid-19. A doação inclui um link dedicado de conexão de ultra velocidade de 1 Gbps e monitoramento para manter a eficiência do serviço durante todo o período. Adicionalmente, a Vivo dobrou os investimentos previstos para ampliar a capacidade de cobertura indoor 4,5G em mais de 20 hospitais do país, sendo cinco na cidade do Rio de Janeiro, somando 1.110 leitos, e investimento extra de R$ 1 milhão.

****
Banco digital LGBT+ distribui primeiros cartões de crédito

O Pride Bank, primeiro banco digital do mundo focado no público LGBTI+, anunciou, em seu aniversário de seis meses no último dia 13, que os cartões de crédito e todas as integrações estão prontos e os primeiros lotes começam a ser enviados para as casas dos correntistas nos próximos dias. Ao desbloquearem seus cartões, os “priders” também poderão criar um cartão virtual, mais seguro para compras online. Sob a bandeira Mastercard, os dispositivos funcionarão de forma pré-paga, o que permite que, mesmo quem esteja com restrição no CPF, possa abrir contas digitais e solicitá-los. Entre os diferenciais está o fato de que os correntistas poderão ter seus nomes sociais registrados nos cartões, o que evita constrangimentos para transexuais ou travestis, por exemplo. Os plásticos terão temática LGBTI+: são quatro modelos que podem ser escolhidos pelos priders. Em breve, novos modelos estarão disponíveis para atender mais sub-culturas da comunidade.

****
Divulgação

Isolamento não impede venda de lotes de smart city em Natal

Apesar do isolamento social dos últimos meses, a Planet Smart City, especializada na construção de cidades inteligentes, diz que registrou em abril seu melhor mês em vendas no empreendimento do Rio Grande do Norte, o Smart City Natal, com 50 lotes. “Esse é o resultado de um processo de compra digital e da facilitação do pagamento nos primeiros 12 meses do financiamento”, explica Edson Borba, diretor comercial da empresa no Brasil. A Planet implantou, há alguns anos, um processo de compra digital, que inclui videochamada e assinatura eletrônica de contratos. “Por causa da situação atual, intensificamos mais ainda os atendimentos à distância, já que no momento a nossa equipe está atendendo via home office.” A finalização do processo de compra, por meio da assinatura eletrônica do contrato, acontece pela plataforma DocuSign, que é aceita legalmente no Brasil e no mundo e atende os padrões regulamentares e jurídicos obrigatórios.

****
Fintech de consórcios cresce 30% ao mês

Desde que foi lançado, em dezembro do ano passado, o Mycon, fintech de consórcios 100% digital, tem registrado crescimento de 30% ao mês. “O consórcio é considerado uma ótima ferramenta de investimento. O cliente assume o compromisso de pagar as parcelas, como se fosse uma poupança e, assim, guarda essa quantia mensalmente, evitando outros gastos desnecessários. Por outro lado, pode obter também uma ótima rentabilidade sobre o capital investido, caso a pessoa seja contemplada ou queira transferir a carta de crédito com ágio para outro interessado”, diz Marcio Kogut, CEO do Mycon. No caso da fintech – que oferece planos de consórcios de imóveis, carros, motos e serviços, como reformas e construção, cirurgias plásticas, tratamento dentários, estudos e intercâmbio no exterior, festas de casamento e viagens – o processo de compra é 100% online e realizado por meio do chatbot Mycon, que tira todas as dúvidas do cliente sem que ele precise sair de casa.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).