Darwin Startups está com inscrições abertas

arte sobre foto/getty images

Estão abertas, até o dia 10 de julho, as inscrições para o novo ciclo do programa de aceleração da Darwin Startups, que oferece, aos seus acelerados, capital, mentoria e suporte para o desenvolvimento do negócio.

A aceleradora busca startups nas áreas financeira, de big data e analytics e de tecnologia da informação e telecom para um programa de três meses. As selecionadas recebem um investimento de R$ 200 mil com a contrapartida de 7% da startup, podendo haver variação do valor e percentual de acordo com a maturidade do negócio. No total, os serviços oferecidos durante o período de aceleração podem chegar a R$ 500 mil em benefícios, entre eles acesso a cloud service, CRMs e ferramentas de marketing.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

Os negócios que apresentarem bom desempenho no decorrer do processo poderão receber aportes adicionais. No último ano, quatro startups receberam novos investimentos, totalizando mais de R$ 1 milhão. Entre os critérios que são avaliados no processo seletivo estão sinergia com os parceiros corporativos da Darwin, experiência dos empreendedores e time e, por fim, a maturidade do negócio. Entre os parceiros do programa estão a Sinqia, especializada em tecnologia para o setor financeiro, B3, Grupo J. Safra, RTM e Transunion. A aceleradora, localizada em Florianópolis, busca startups de todo o Brasil para o programa. As três etapas do processo seletivo, bem como o processo de aceleração, estão ocorrendo de forma remota.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).