Mineradoras de bitcoin podem dar calote de bilhões de dólares

Mineradoras apostaram tudo em 2021 com empréstimos de alta alavancagem. Muitos agora temem a pressão

Colin Harper
Compartilhe esta publicação:
GETTY
GETTY

Como resultado, várias mineradoras foram forçadas a liquidar ativos para cumprir obrigações de dívida.

Acessibilidade


O financiamento para mineradoras de bitcoin é uma das baixas silenciosas causadas pelo “bear market”, com bilhões em empréstimos pendentes agora arruinados por causa da desaceleração.

Como o preço do bitcoin segue em queda em 2022, muitas empresas mineradoras da criptomoeda que financiaram expansões agressivas para aumentar a capacidade operacional tomando empréstimos em bitcoin ou em outros ativos estão enfrentando um estresse agudo.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

No relatório do segundo trimestre de 2022 para o Hashrate Index, uma plataforma de dados e pesquisa criada pela Luxor Technologies, estima-se que existam atualmente entre US$ 3 e US$ 4 bilhões em empréstimos pendentes.

Como resultado, várias mineradoras foram forçadas a liquidar ativos para cumprir obrigações de dívida ou pagar contratos de serviço, apesar do fato de suas operações de mineração pura permanecerem lucrativas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Essa incerteza está criando oportunidades para empresas com melhor base financeira se expandirem, capitalizando o infortúnio de outras, mas também pode ser problemática para credores com habilidades de subscrição e gerenciamento de risco ruins.

2021 foi um ano de expansão agressiva das mineradoras

O mercado altista de 2021 – e a migração da indústria de mineração do Bitcoin do leste para o oeste, após a proibição da mineração de Bitcoin na China – criou uma movimentação no mercado ASIC.

ASIC significa Circuito Integrado Específico de Aplicação em português, um chip de computador sob medida projetado para executar uma única função com alto grau de eficiência. ASICs personalizadas foram construídas para minerar bitcoin, com centenas desses chips agrupados em caixas que, quando empilhadas, se assemelham a enormes fazendas de servidores.

Essas máquinas são caras e seus preços subiram exponencialmente no ano passado antes de cair quando o mercado virou. Um minerador top de linha como o Antminer S19 foi vendido por cerca de US$ 4.800 no advento do Ano Novo em 2021.

No auge do mercado no ano passado, o mesmo modelo poderia valer US$ 11.900 – um aumento de 148%. Agora, o S19 está custando cerca de US$ 3.600 (uma redução de 70% em relação ao pico do ano passado, que marcou um recorde histórico para este modelo).

Quando o mercado estava em alta, as compras ASIC com 100% de prêmios sobre o preço original eram razoáveis ​​com base nas projeções financeiras criadas por muitos compradores. Após a proibição de mineração na China, houve uma grande redução na competição de rede.

Como resultado, muitas das máquinas compradas no local no ano passado estavam com os preços mais altos do mercado. Eles perderam 66% de sua lucratividade durante o atual mercado de baixa.

No ano passado, por exemplo, o potencial médio de receita (hashprice) para uma máquina de mineração de bitcoin foi de US$ 0,30/terahash/dia (portanto, uma máquina de 100 terahash como a S19 poderia arrecadar razoavelmente US$ 30).

Agora, o hashprice é US$ 0,10/TH/dia, então a mesma máquina está produzindo apenas US$ 10 por dia). Obviamente, a lucratividade específica varia de acordo com a mineradora, dependendo de sua configuração específica, custos de energia e outras formas de sobrecarga.

Mineradoras imprudentes correm risco de falência

A dor financeira para as mineradoras não termina apenas com a diminuição da lucratividade. As empresas que se excederam ao alavancar seu balanço patrimonial, e estoques de bitcoin para financiar novas mineradoras por meio de empréstimos, podem estar enfrentando uma pressão ainda mais aguda.

Indo além, algumas das empresas que emitiram esses empréstimos (muitos dos quais foram garantidos por mineradoras de bitcoin que de repente são muito menos valiosos) já foram fortemente impactados pela queda do mercado.

Para mineradoras de bitcoin, existem quatro players dominantes no setor de financiamento ASIC: NYDIG, Galaxy Digital, BlockFi e Foundry. A BlockFi teve que receber financiamento de emergência da FTX na forma de uma linha de crédito de US$ 400 milhões e concordou com uma proposta de aquisição de US$ 240 milhões, enquanto a Galaxy Digital foi atingida quando a stablecoin UST e o luna entraram em colapso em maio. Um punhado de outros credores também existe.

É difícil identificar pontos de ruptura, pois muitos credores permanecem privados e esses negócios são confidenciais e podem variar em tamanho, duração e taxas de juros.

Além disso, eles não destacam empréstimos nos registros da SEC, nem publicam comunicados à imprensa divulgando esses empréstimos, mas há alguns exemplos.

A mineradora Hut 8 financiou ASICs através da Foundry , enquanto também foi extraída da Galaxy Digital; a Argo e a Greenidge também fizeram empréstimos da Galaxy Digital em 2021.

Como no caso da Argo, esses empréstimos às vezes também são usados ​​para financiar infraestrutura. BlockFi e Galaxy se recusaram a comentar quando solicitados a fornecer contexto sobre empréstimos para mineradoras. Ainda assim, temos algumas linhas gerais.

Normalmente, os empréstimos são concedidos para mineradoras que compram equipamentos no valor de centenas de milhares de dólares. Fundamentalmente, os empréstimos têm períodos de retorno curtos (18-24 meses), e as taxas de juros são geralmente de dois dígitos (estimamos 15% como uma média aproximada).

Normalmente, os empréstimos são concedidos a mineradoras que compram equipamentos no valor de centenas de milhares de dólares. Fundamentalmente, os empréstimos têm períodos de retorno curtos (18-24 meses), e as taxas de juros são geralmente de dois dígitos (estimamos 15% como uma média aproximada).

Os empréstimos variam entre 65% no lado conservador e +80% no lado liberal. Não é certo dizer que os credores com rácios de LTV superiores a 80% que gerem livros maiores estão expostos a mais riscos do que aqueles que oferecem LTV mais baixos.

Por conta do risco, a maioria dos credores só concederia empréstimos a mineradoras experientes com operações comprovadas. Normalmente, esses empréstimos são garantidos com máquinas de mineração BTC ou bitcoin.

Cada credor está em sua própria posição única, com alguns realizando empréstimos mais arriscados e outros agindo de forma mais conservadora.

Vale a pena notar que qualquer venda adicional ou “capitulação” que se desenvolva no mercado de mineração de bitcoin, provavelmente não enviará efeitos para o mercado mais amplo de mineração ou spot de Bitcoin.

As mineradoras mal posicionadas podem ver seus preços caírem se não tiverem um bom desempenho no próximo ano, mas qualquer venda de ativos em dificuldades ou liquidações de BTC não serão significativas o suficiente para romper o mercado.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: