Comércio eletrônico em alta, fintechs brasileiras, Rappi, Magalu & Muito Mais

TENDÊNCIAS REGIONAIS

Comércio eletrônico deve continuar em alta em 2021

O Mastercard Economics Institute anunciou, no início da semana, os resultados de seu relatório “Global Outlook 2021”, com dados atualizados sobre as tendências mais relevantes na perspectiva do consumidor na América Latina e Caribe. Equipes de cientistas de dados e economistas avaliaram os principais indicadores econômicos, juntamente com uma análise da atividade de vendas anônima e agregada da rede global da Mastercard, para fornecer informações sobre os gastos do consumidor e o vínculo do comércio eletrônico com a aceleração digital.

“2020 nos colocou à prova. Nos tornamos mais caseiros e, principalmente, mais digitais. Tivemos um impulso digital espetacular e vimos um alto nível de resistência de pequenas empresas, consumidores e legisladores que queriam nos manter no caminho certo”, disse Brickiln Dwyer, economista-chefe da Mastercard. “Já 2021 não trará de volta a vida antes da Covid-19, embora com a esperada distribuição da vacina contra o vírus, esperemos uma recuperação gradual – mas desigual-, e marcada pelos benefícios da adoção de experiências digitais e de menor contato”.

Durante a crise, os gastos com comércio eletrônico aumentaram de cerca de 10% para 16% em seu pico em comparação com os níveis anteriores à crise. Embora a adoção do comércio eletrônico na América Latina e no Caribe seja baixa em comparação com outras regiões, espera-se que de 20% a 30% do aumento registrado no comércio eletrônico com a Covid-19 permaneça. Em particular, a adoção de serviços financeiros fornecidos por meio de canais online e outros serviços digitais está crescendo entre a população de baixa renda, o que provavelmente persistirá durante 2021.

Já no que diz respeito à continuidade dos negócios, o estudo concluiu que a abertura de novas empresas provavelmente estará limitada àquelas que vendem produtos online. Isso se deve à demanda incerta, movimentos de moeda, condições de crédito mais restritas e os desafios de viagens e entretenimento que fogem dos negócios físicos. Enquanto isso, a criação de negócios online continua ganhando impulso à medida que se “formalizam” (registram-se oficialmente) para aproveitar os programas governamentais.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

****
TENDÊNCIAS NACIONAIS

Fintechs brasileiras captam mais de US$ 1,9 bi em 2020 e seguem otimistas

As fintechs brasileiras tiveram o melhor desempenho da história no que diz respeito à captação de investimentos ao longo de 2020. Segundo o “Inside Fintech Report”, levantamento mensal realizado pelo Distrito Dataminer, braço de inteligência de mercado da empresa de inovação aberta Distrito, as startups do setor financeiro captaram mais de US$ 1,9 bilhão no último ano, montante dividido em um total de 115 rodadas. O volume bateu recorde e superou os números de 2019, quando as jovens empresas do setor captaram US$ 1,1 bilhão. De acordo com o estudo, o Brasil conta hoje com 876 fintechs.

Somente em dezembro, mais de US$ 580 milhões foram investidos em empresas de tecnologia do setor financeiro, por meio de nove rodadas – o mês com maior volume de investimentos de 2020. Os destaques ficaram por conta das captações recebidas pela Creditas, no valor de US$ 255 milhões, e do C6 Bank, US$ 241 milhões. No ano, as duas maiores rodadas do setor foram para o Nubank e Neon Pagamentos, ambas de US$ 300 milhões.

“Para 2021, prevemos um cenário ainda mais otimista. Entendemos que o setor continuará a receber o maior número de investimentos, mas que o tamanho dos cheques vai aumentar ainda mais devido a necessidade de recursos em estágios mais avançados”, diz Gustavo Araujo, fundador e CEO do Distrito. “Devemos assistir ainda a um aumento da competitividade com a entrada de empresas de outros setores neste mercado e a presença de players internacionais”, completa, referindo-se à criação do RappiBank pelo Rappi e também pela chegada das fintechs N26, Revolut e Stripe no Brasil.

O levantamento mostra, ainda, que 2020 também foi histórico para as fintechs em relação às fusões e aquisições. Com 21 M&As, o último ano alcançou 95% do número de transações ocorridas nos últimos nove anos de desenvolvimento do setor. Empresas já consolidadas do mercado financeiro adquiriram outras fintechs. É o caso, por exemplo, da XP Investimentos, que adquiriu a Fliper e a Antecipa. Grandes companhias de outros segmentos também se aproximaram de startups financeiras, como a Via Varejo e o Magazine Luiza, que adquiriram as fintechs BanQi e Hub Fintech, respectivamente.

LEIA MAIS: Como as fintechs podem ajudar a proteger o futuro da indústria global

****
O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

HygiaBank adquire Dr. Mob por R$ 17 milhões

A HygiaBank, desenvolvedora de soluções tecnológicas para relacionamento com clientes para estabelecimentos na área de saúde, anunciou nesta semana a aquisição da Dr. Mob, player do mercado de gestão para clínicas e centros médicos, que atende empresas como Docctor Med, Clínica da Cidade e Femme Laboratório da Mulher, por R$ 17 milhões. Para Maikol Parnow, CEO da HygiaBank, a operação vai ampliar a capacidade de gestão dos estabelecimentos e dos profissionais do setor, gerando mais eficiência operacional e, consequentemente, minimizando custos. Um dos grandes ganhos com a aquisição é a aceleração da estratégia da empresa de ser o primeiro superapp de saúde da América Latina pensado para o paciente e para os profissionais da saúde. Para os profissionais, a ferramenta oferece soluções como agendamento web, autoatendimento, orçamentos, call center, financeiro, prontuário eletrônico, lembretes, painéis de chamada interativos e receituário digital. Para os pacientes, expande sua oferta para mais de 100 clínicas espalhadas pelo Brasil com mais de 25 mil médicos e demais profissionais da saúde, além de todo o portfólio de serviços de saúde que já possui. Os benefícios incluem conta digital, seguros exclusivos, investimentos e outros serviços financeiros.

Divulgação

Glorify chega ao Brasil

O aplicativo britânico Glorify, que se propõe a levar rotinas cristãs por meio de reflexões, meditações guiadas, orientações e passagens bíblicas, escolheu o Brasil – considerado o segundo país em número de cristãos no mundo – para expandir suas atividades. Um dia após o lançamento oficial, na segunda-feira (19), o app já contabilizava 85 mil downloads da versão em português. A ferramenta, que conta com mais de 70 mil sessões diárias de adoração concluídas e soma mais de 170 mil minutos de oração entre os usuários, nasceu em Londres, na Inglaterra, consolidou-se nos Estados Unidos, mas está disponível globalmente. A ideia do app surgiu quando os empreendedores britânicos Henry Costa e Ed Beccle, perceberam a importância de democratizar o conteúdo cristão, com curadoria. De acordo com o relatório da consultoria Sensor Tower, apps ligados à saúde e bem-estar tiveram 2 milhões de instalações a mais em abril na comparação com janeiro do mesmo ano. Já no Brasil, segundo dados do portal RankMyAPP, os downloads desses aplicativos dispararam 55% em março em relação ao mês anterior.

VEJA TAMBÉM: Saiba quais foram os aplicativos mais baixados – e os mais lucrativos – de 2020

Biopark já registra 14 empresas internacionais

O Biopark, parque tecnológico 100% privado localizado em Toledo, no Paraná, acaba de receber seu 14º residente internacional com a chegada da Perceptron, empresa chilena que usa modelos matemáticos e cria soluções para agroindústrias, empresas da área da saúde e financeira. Sua instalação no espaço – que se autodenomina como o primeiro parque científico e tecnológico de biociências on demand do país – foi motivada pelas possibilidades de crescimento local e aceleração que o ecossistema pode oferecer. “O produto alimentício do Brasil é consumido no mundo todo e, estando aqui, acreditamos que podemos ter impactos em nível global”, diz Max Levill Flández (foto), líder de projeto de ciência de dados da empresa. Estima-se que, futuramente, o empreendimento tenha uma população de 75 mil pessoas e gere mais de 30 mil postos de trabalho. Atualmente, o local possui quatro universidades, recebe uma nova empresa a cada 72 horas e tem mais de 70 negócios gerando, aproximadamente, 300 empregos diretos. Os investimentos no Biopark somam mais de R$ 300 milhões, entre eles, um centro de cistribuição de medicamentos da Prati-Donaduzzi, que já está com as obras avançadas, e um complexo hospitalar do Grupo Sempre Vida.

Genial Care, startup que ajuda pais de crianças autistas, desembarca no Brasil

A Genial Care, startup responsável por elaborar padrões de cuidados personalizados e humanizados para famílias com crianças com autismo, anunciou a chegada ao Brasil após o recebimento de um aporte de R$ 5 milhões numa rodada de investimentos liderada pela empresa de venture capital Canary em junho de 2020. Participaram da aposta empreendedores e investidores-anjo reconhecidos, como Robbert Vorhoff, da General Atlantic; Thomaz Srougi, do dr. Consulta, Brian Requarth, da VivaReal, Kristin Farmer, fundadora da ACES (empresa dedicada ao autismo nos EUA) e os fundadores do GuiaBolso Benjamin Gleason e Thiago Alvarez. A startup usa tecnologia e fundamentos científicos na criação de ferramentas para capacitar e ajudar pais de crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista) e, assim, melhorar o atendimento, a educação e, consequentemente, a qualidade de vida e a autonomia. Estima-se que existam, atualmente, mais de 4 milhões de pessoas com autismo no Brasil.

Enel Brasil usa drone para inspeções de redes e usinas

Uma tecnologia pioneira no país está sendo testada pela Enel Brasil para a inspeção de redes de transmissão e distribuição e usinas solares e eólica. Por meio de drones com software de inteligência artificial embarcado e processado no próprio equipamento (edge computing), será possível analisar, em tempo real, as imagens coletadas pela primeira vez no Brasil. A inovação contribui para tornar mais ágil e eficiente a manutenção preventiva de ativos de distribuição e geração, contribuindo para reduzir as interrupções no fornecimento de energia e aumentar o nível de disponibilidade das usinas para o sistema elétrico. A tecnologia foi desenvolvida pela Horus, uma das empresas participantes do Energy Start, programa de incentivo a startups da elétrica no Brasil, e financiada com recursos do Programa de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A startup recebeu R$ 2 milhões da Enel para o desenvolvimento do “novo drone” com foco nas operações de geração e distribuição do grupo no Brasil. O equipamento está sendo utilizado, em fase de testes, para avaliar as redes de média e alta tensão das distribuidoras da Enel nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Ceará. Ao todo, o equipamento será usado para inspecionar 1 mil quilômetros de rede até o final do projeto.

LEIA MAIS: Como a pandemia tornou o uso comercial de drones uma realidade ainda mais próxima

Rappi anuncia plataforma de viagens corporativas

Depois de lançar, em outubro, o Rappi Travel, marketplace de compras de passagens aéreas e hospedagem para o consumidor final, o Rappi anunciou esta semana a chegada do Rappi Travel4Business, para o mercado corporativo. “Por meio de solicitações para outros viajantes no superapp, políticas de viagens, fluxos de aprovação, controle de orçamentos e integração às demais verticais do Rappi para prestação de contas, a ferramenta empodera os funcionários, levando as viagens corporativas ao mais alto nível de qualidade e experiência, bem como permitindo que as companhias economizem tempo e dinheiro”, diz César Arcanjo, executivo de vendas do Rappi Travel4Business.

VEJA TAMBÉM: Com serviços de viagens, Rappi quer ser o principal superapp da América Latina

Domino’s Pizza adota tecnologia de voz

A rede de pizzarias Domino’s anunciou o lançamento da opção de pedidos por voz, recurso que vem crescendo no Brasil. Para apresentar a novidade ao mercado, a empresa escolheu a irreverente Jojo Toddynho. É dela a voz que vai conversar com os clientes e atender os pedidos durante 45 dias. Bordões populares da cantora serão incorporados às mensagens interativas para os pedidos por voz e aparecerão em peças que anunciam a novidade nas redes sociais da Domino’s e da cantora. Os pedidos poderão ser feitos por smartphones com os aplicativos Google Assistant ou Alexa, ambos para IOS e Android, ou pelos smartspeakers compatíveis com a Alexa (como Amazon Echo Show, Amazon Echo Dot), ou compatíveis com o Google Assistente, (como as linhas Google Nest e Home).

****
PRÊMIOS & RECONHECIMENTOS

Divulgação

Lista de inovadores com menos de 35 anos da AL da “MIT Technology Review” tem cinco brasileiros

Ricardo di Lazzaro Filho, médico formado pela Universidade de Medicina da USP, farmacêutico, aconselhador genético e sócio-fundador da Genera, laboratório especializado em genômica pessoal, é um dos nomes na lista “Inovadores com Menos de 35 anos na América Latina 2020” da “MIT Technology Review” , edição em espanhol da revista do Instituto de Tecnologia de Massachusetts. O empresário aparece na categoria Empreendedores, em que os selecionados são reconhecidos pelos avanços tecnológicos que quebram o status quo das indústrias e os que ajudam os pequenos produtores a fazerem negócios de novas maneiras. O prêmio foi conquistado pelo trabalho executado à frente da Genera, oferecendo testes genéticos com foco em saúde e bem-estar pelo menor preço do mundo. O Brasil tem, ainda, outros representantes na lista. Amanda Pinto (foto), fundadora da n.ovo, startup especializada em produtos vegetais capazes de substituir o ovo em todo tipo de receita, aparece na categoria Inventores. A empresa lançou um pó vegetal que, acrescido de água, faz as vezes da iguaria, além de três tipos de maionese vegana sem glúten. Atualmente, trabalha em um líquido vegetal para fazer ovos mexidos veganos. Já na categoria Visionários , o país é representado por Gabriel Liguori, da TissueLabs, uma plataforma que produz tecidos celulares por bioimpressão 3D capaz de reduzir a necessidade de doação de órgãos para transplantes, e Renato Borges, da Agrointeli, responsável por uma solução que monitora fazendas com internet das coisas e inteligência artificial para ajudar os agricultores a reduzir custos e aumentar a produção. Tanto Amanda quanto Borges fazem parte da edição 2020 da lista Under 30 da Forbes Brasil. Na última categoria da premiação, Humanitários, está o engenheiro brasileiro Fred Rabelo, criador da Ti.Saúde, uma plataforma de telemedicina que conecta pacientes e profissionais médicos que já atendeu 10 mil pessoas gratuitamente durante a pandemia.

Duas startups brasileiras ganham prêmio internacional da ONU, em Viena

A Phelcom, startup ligada ao Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto, foi uma das duas empresas brasileiras a receberem o prêmio WSA (World Summit Awards), iniciativa relacionada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ONU), que reconhece tecnologias que promovem a resolução de problemas da sociedade e trazem impacto positivo mundial. A startup é responsável pelo desenvolvimento do Eyer, retinógrafo portátil que permite a realização de exames oculares, de frente e fundo de olho, a partir de um equipamento acoplado a um aparelho celular. Com ele é possível diagnosticar doenças que afetam a visão como a retinopatia diabética, glaucoma, degeneração macular relacionada à idade, entre outras. A outra brasileira na lista dos premiados é a startup paulista GreenPlat, que desenvolve um software para o gerenciamento sustentável de resíduos.

****
CAPTAÇÃO

Ironhack recebe aporte de US$ 20 milhões

A Ironhack, escola global de tecnologia, acaba de fechar uma rodada de financiamento no valor de US$ 20 milhões liderada pelo fundo norte-americano Lumos Capital com a participação do Fundo Catalisador da Endeavor e investidores da Brighteye e Creas. Com campus em nove cidades pelos Estados Unidos, Europa e América Latina – incluindo São Paulo –, a instituição pretende usar o aporte para expandir seus programas de formação e de desenvolvimento corporativo, incluindo os de relacionamento com o mercado de trabalho que, no Brasil, garantiu taxas de empregabilidade acima de 90% para os mais de 400 alunos formados desde 2018, além de estratégias de recapacitação. A empresa também vai aumentar seus investimentos na aprendizagem remota. Outra novidade para 2021 envolve o lançamento do bootcamp de cibersegurança, com a primeira turma prevista para junho na unidade da capital paulista.

****
ACELERAÇÃO

Divulgação

Mitfokus vai ser acelerada pela Eretz.bio

Criada em 2017 por Júlia Lázaro, a fintech Mitfokus (do alemão “com foco”) dobrou de tamanho em 2020, em plena pandemia, e promete crescimento acelerado para 2021, já que acaba de ser incubada pela Eretz.bio, do Hospital Albert Einstein. A startup, que promete facilitar a gestão contábil, tributária e financeira dos médicos, cresceu de forma orgânica, graças a indicações e à educação financeira desses profissionais. “Mas ainda há muito mercado pela frente a ser atingido, e que será rapidamente conquistado assim que evoluirmos com nossas formas tecnológicas e incubação estratégica”, diz a empreendedora, que teve a ideia da startup ao observar o marido médico e seus problemas para dar conta das finanças. O Brasil conta, atualmente, com mais de 1,2 milhão de médicos e profissionais da saúde que atuam com um CNPJ e poderiam se beneficiar de uma contabilidade automatizada e específica para o seu setor.

****
CRESCIMENTO

PagBrasil cresce 194% em 2020

A PagBrasil, fintech brasileira de processamento de pagamentos para e-commerce, encerrou o ano de 2020 com um crescimento de 194% no país. Segundo a empresa, esse índice é resultado do crescimento do portfólio de clientes aliado ao aumento do faturamento de lojistas parceiros. Outro fator determinante foi a maior adoção do Boleto Flash, tecnologia de confirmação de pagamento em menos de uma hora preferida pelos usuários em busca de soluções ágeis e de rápida liberação de seus produtos durante os meses de confinamento. A utilização desse método de pagamento aumentou 828% no período. Para este ano, a fintech estima um crescimento ainda mais agressivo, com resultados triplicados. Para isso, uma das apostas será em soluções de pagamento inclusivas, pensadas para atender a população brasileira desbancarizada ou com acesso limitado aos serviços bancários. “O Brasil conta com 45 milhões de desbancarizados e o crescimento do Boleto Flash é a prova de que, mesmo com a maior adesão aos pagamentos digitais, o boleto bancário ainda é muito presente no cotidiano dos brasileiros. Por isso, além de focar no desenvolvimento de novas soluções, também estamos dedicados em otimizar métodos de pagamento tradicionais e melhorar a experiência do consumidor, que ainda prefere pagar suas compras online com boleto ou em dinheiro”, revela Ralf Germer, CEO e cofundador da PagBrasil.

Startup de vinho na bag-in-box fecha ano com crescimento de 315%

O consumo de vinho cresceu 72% em 2020 na comparação com o ano anterior, atingindo o patamar histórico de 2,7 litros por pessoa (considerando os maiores de 18 anos) e trazendo novos consumidores, segundo levantamento da Ideal Consulting. Por aqui, a Fabenne, startup de vinhos em embalagens bag-in-box – que permitem consumir a bebida em doses diárias por até 30 dias após aberto, sem perder a qualidade –, aproveitou a quarentena para colocar em prática sua estratégia de expansão dos clientes digitais e conhecimento na jornada do consumidor, apoiada nas mudanças de hábitos. Os resultados foram expressivos: 40 mil bags vendidas – ou 800 mil taças -, o dobro do resultado obtido em 2019. O faturamento terminou o ano em R$ 4 milhões, um salto de 315%. Para 2021, os planos são ainda mais ambiciosos: crescimento de 500%, ou R$ 16 milhões.

Startup de delivery urbano cresce 10 vezes durante a pandemia

A Foody Delivery, startup de logística automatizada que oferece a pequenos estabelecimentos uma rede integrada de delivery capaz de concorrer com os grandes aplicativos e seus sistemas de entregas, enxergou durante a pandemia a oportunidade de alavancar os negócios. Em 2020, a empresa atuou em 344 cidades brasileiras e cresceu cerca de 10 vezes na comparação com o ano anterior. Foram cerca de 378 mil entregas realizadas no mês de dezembro – um crescimento de 447% em relação ao mesmo período no ano anterior.

****
TECNOLOGIA DO BEM

Plataforma de entrega Ame Flash compensa emissões históricas de CO2

A Ame Flash, plataforma de crowdshipping da Americanas, responsável pelas entregas das lojas físicas e digitais por meio de 22,5 mil entregadores, vai compensar todas as emissões de CO2e desde 2019, quando começou a operar. A operação, realizada em parceria com a Biofílica, empresa especializada na conservação de florestas, será feita por meio da compra de créditos de carbono do Projeto REDD+1Jari-Pará, na Amazônia, que contribui para evitar o desmatamento e promove impactos positivos no clima, nas comunidades e na biodiversidade local. No total, serão compensadas 106 toneladas de CO2e.

Transforma Brasil lança campanha por Manaus

A plataforma de voluntariado Transforma Brasil anunciou, no início da semana, a campanha #SOSMANAUS, que tem o objetivo de recrutar cerca de 200 profissionais de diversas áreas – como médicos, psicólogos e atendentes de telefone, entre outros – para apoiar mais de 40 organizações sociais que atuam na capital e em outras regiões do estado. O presidente do movimento, Fábio Silva, está na cidade para dar suporte, apoiar e fortalecer o trabalho das ONGS locais. Por meio de doações, eles estão organizando e distribuindo oxímetros, cilindros pequenos de oxigênio, aparelhos de EPIs, além de alimentação para profissionais que estão na linha de frente e familiares dos pacientes vítimas da Covid-19. Para participar, é só consultar as vagas disponíveis na plataforma.

Magalu lança atendimento em Libras

O Magalu anunciou um novo canal de atendimento exclusivo em Libras. A iniciativa, em parceria com a startup Pessoalize, tem como objetivo facilitar o acesso à informação e atuar de forma resolutiva e direta com a comunidade surda que faz uso da Língua Brasileira de Sinais. A partir de agora, o consumidor poderá realizar atendimento pós-venda por videochamada, com uma equipe formada majoritariamente por surdos treinados exclusivamente para atender clientes em Libras. A companhia será a primeira varejista a oferecer o serviço no país, que segundo o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), tem mais de 10 milhões de cidadãos com deficiência auditiva.

****
IMPACTO SOCIAL

Elon Musk doa US$ 5 milhões para Khan Academy

No começo do ano, a Khan Academy recebeu uma doação de US$ 5 milhões do fundador da Tesla Motors e SpaceX, Elon Musk, por meio da Musk Foundation. Os recursos permitirão a aceleração de conteúdos e aprimoramento de ferramentas para os 120 milhões de usuários no mundo. “Os investimentos atingem a plataforma de forma global, enriquecendo o conteúdo e a experiência de aprendizagem para todos os alunos”, disse Sidnei Shibata, country manager da Khan Academy Brasil. O executivo ressaltou, ainda, o suporte que recebe por aqui. “Temos o privilégio de ter o apoio da Fundação Lemann desde 2013. São relações que fortalecem e habilitam a nossa missão no Brasil.”

Site Vacina Já do Governo de SP realiza pré-cadastro para imunização da Covid-19

O Governo de São Paulo lançou, na segunda-feira (18), o site Vacina Já, para realizar um pré-cadastro da imunização contra a Covid-19. O objetivo é agilizar a campanha de vacinação do estado, já que as pessoas aptas a receber a vacina do Butantan – a Coronavac – podem fazer o registro previamente. Na primeira etapa, o grupo prioritário é formado por profissionais de saúde e indígenas. O pré-cadastro não é obrigatório e também não significa agendamento. Quem não fizer o registro antecipadamente também será vacinado. A ferramenta tem a missão de prover um atendimento mais rápido nos locais de vacinação e evitar aglomerações.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).