Produção de milho na China em 2021/22 eleva projeção global da safra do grão

REUTERS/Ueslei Marcelino
REUTERS/Ueslei Marcelino

O IGC aumentou sua previsão de produção global em 7 milhões de toneladas, para um recorde de 1,201 bilhão

O IGC (Conselho Internacional de Grãos, na sigla em inglês) elevou hoje (24) sua previsão para a produção global de milho na safra 2021/22, principalmente por uma melhora nas perspectivas para o segundo produtor, a China.

Em sua atualização mensal, o órgão intergovernamental aumentou sua previsão de produção global de milho em 7 milhões de toneladas, para um recorde de 1,201 bilhão de toneladas. Sua previsão da safra de milho de 2021/22 da China cresceu de 267,3 milhões para 272,8 milhões de toneladas.

LEIA MAIS: Consumidor de café ainda não voltou, mas Nespresso mantém preço pago ao produtor

O IGC reduziu sua previsão para a safra global de trigo de 2021/22 em 1 milhão de toneladas, para um recorde ainda de 789 milhões de toneladas. O relatório observou, no entanto, que apesar das safras recordes de milho e trigo, haveria apenas um aumento marginal nos estoques globais de grãos em 2021/22.

“Com alimentação, rações e usos industriais previstos em recordes, apenas um ligeiro aumento nos estoques está previsto, levando a uma queda na proporção de estoques para uso de grãos para uma mínima de oito anos de 26%”, disse o IGC.

O órgão manteve a previsão de produção de soja para 2021/22 em um recorde de 383 milhões de toneladas. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).