Preço do farelo de soja atinge recorde na China, em novo golpe ao setor de suínos

Os futuros de farelo de soja mais negociados na Bolsa de Mercadorias de Dalian subiram para 3.792 iuanes (US$ 596,22) por tonelada esta semana.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Stringer/Reuters
Stringer/Reuters

Criação de suínos em Fuyang, China

Acessibilidade


Os contratos futuros do farelo de soja da China atingiram recordes esta semana devido a preocupações com a piora da safra de soja da América do Sul, atingida pela seca, e com o aperto na oferta no mercado chinês.

Os preços elevados do farelo de soja, o principal ingrediente proteico da ração animal, podem elevar os custos de produção para os suinocultores chineses, que já enfrentam grandes perdas, e podem levar alguns a sair do mercado, disseram traders e analistas.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Os futuros de farelo de soja mais negociados na Bolsa de Mercadorias de Dalian subiram para 3.792 iuanes (US$ 596,22) por tonelada esta semana, o preço mais alto já registrado, e uma alta de 13% em relação a antes do feriado do Ano Novo Chinês.

Preocupações sobre como as safras menores da América do Sul vão apertar o equilíbrio global da soja foram o principal fator por trás do rali do farelo, embora o aperto no mercado doméstico de farelo também tenha dado impulso, disseram analistas e traders.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“As importações de soja no segundo semestre do ano passado foram baixas e os importadores esperavam que as margens melhorassem”, disse Darin Friedrichs, cofundador da empresa de pesquisa agrícola Sitonia Consulting.

“Mas agora há problemas de produção. Os futuros dos EUA subiram muito, e o farelo de Dalian está se recuperando”, disse Friedrichs.

Os importadores chineses contavam com uma oferta abundante e barata de soja do Brasil a partir deste mês, para suprir suas necessidades para o primeiro trimestre de 2022. Mas as questões de safra sul-americanas agora pegaram alguns desprevenidos.

“Os processadores não estão recebendo cargas suficientes”, disse um gerente de uma esmagadora no sul da China.

“Não fizemos muitas compras antes porque as margens eram baixas”, disse o gerente, que preferiu não ser identificado por causa da sensibilidade do assunto.

Baixas margens

Os fortes preços internacionais da soja, juntamente com os preços domésticos do farelo de soja relativamente fracos desde meados de 2021, pressionaram as margens de esmagamento na China, e a maioria das indústrias enfrentou fortes perdas no final do ano.

As margens se recuperaram para território positivo este ano, mas permanecem bem abaixo da média de longo prazo, sufocando o apetite do processador de soja.

“As margens de esmagamento são ruins e os processadores não estão motivados (para esmagar)”, disse um gerente de compra de ingredientes de ração em Shandong, um importante centro de processamento no leste da China.

Os preços à vista do farelo de soja no distrito saltaram cerca de 10%, para mais de 4.000 iuanes por tonelada nesta semana, devido ao aperto na oferta após um período prolongado de baixa atividade de moagem, segundo o gerente.

Compartilhe esta publicação: