Ucrânia proíbe exportações de fertilizantes, diz Ministério da Agricultura

País já havia proibido a exportação de algumas commodities anteriormente.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Krisanapong Detraphiphat/Getty Images
Krisanapong Detraphiphat/Getty Images

Os fertilizantes são parte essencial da agricultura moderna

Acessibilidade


 

A Ucrânia, grande produtora de produtos agrícolas, baniu exportações de fertilizantes devido à invasão russa, afirmou o Ministério da Agricultura no sábado (12).

A Ucrânia já havia proibido exportações de algumas commodities agrícolas e introduzido licenças para seus principais bens de exportação –trigo, milho e óleo de girassol.

“O gabinete de ministros está introduzindo uma cota zero para exportações de fertilizantes minerais, que é na prática uma proibição da expostação de fertilizantes da Ucrânia”, afirmou o ministério, em comunicado.

O ministério afirmou que a proibição ajudaria “a manter o equilíbrio do mercado doméstico” e se aplicava a

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

nitrogênio, fósforo, potássio e fertilizantes complexos.

A Ucrânia tradicionalmente começa o plantio da primavera no fim de fevereiro ou em março. Fazendeiros disseram que começarão a semear em áreas seguras assim que puderem.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, disse na sexta-feira que o país precisa semear o máximo possível nesta primavera, apesar da invasão russa.

A Ucrânia, maior exportadora do mundo de óleo de girassol, havia previsto antes da invasão que poderia exportar mais de 60 milhões de toneladas de grãos, incluindo 33 milhões de toneladas de milho e 23 milhões de toneladas de trigo, em relação ao período de julho de 2021 a junho de 2022.

Compartilhe esta publicação: