Produção de soja da China deve aumentar 25,8% em 2022

A área plantada com soja crescerá 16,7% este ano, disse Tang Ke, diretor geral do departamento de mercado do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Reuters
Reuters

Desembarque de soja importada do Brasil no porto de Lianyungang, China

Acessibilidade


A produção de soja da China deve aumentar 25,8% em 2022, disse uma autoridade do Ministério da Agricultura hoje (20), em meio a grandes esforços para aumentar safras de oleaginosas.

A área plantada com soja crescerá 16,7% este ano, disse Tang Ke, diretor geral do departamento de mercado do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais, citando o relatório de perspectivas agrícolas de 2022.

Isso elevaria a produção de soja da China este ano para cerca de 20,63 milhões de toneladas este ano, com base no nível de 2021 de 16,4 milhões de toneladas, segundo dados do Ministério da Agricultura.

A China, maior importador global de soja, planeja produzir cerca de 23 milhões de toneladas de soja até o final de 2025, como parte de uma promessa de garantir a segurança alimentar.

O aumento da produção chinesa ajudaria a reduzir as importações de soja no novo ano para 95,07 milhões de toneladas, informou a TV estatal da China, citando o mesmo relatório do ministério.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A China trouxe do exterior 96,52 milhões de toneladas de soja em 2021, uma queda de 3,8% em relação ao ano anterior, uma vez que a queda nas margens de esmagamento e a falta de apetite do setor pecuário reduziram a demanda.

A Abiove, representante da indústria de soja do Brasil, que tem a China como maior cliente, reduziu sua projeção de exportação da oleaginosa em 2022 do país, maior exportador global.

Compartilhe esta publicação: