Exportação de soja do Brasil deve cair 43% em maio, prevê Anec

Os embarques do Brasil começaram o ano mais fortes frente ao ano passado, mas a partir de março passaram a apresentar queda.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Jorge Adorno/Reuters
Jorge Adorno/Reuters

Carregamento de soja

Acessibilidade


A exportação de soja do Brasil deve alcançar cerca de 8 milhões de toneladas em maio, o que seria uma queda de 43% na comparação com o mesmo mês do ano passado, projetou a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) hoje (3).

No acumulado dos primeiros cinco meses do ano, os embarques devem cair 14,5%, para aproximadamente 43 milhões de toneladas, conforme os números da Anec, cuja previsão de maio considera a programação de navios.

Leia mais: Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Os embarques do Brasil, maior produtor e exportador de soja, começaram o ano mais fortes frente ao ano passado, mas a partir de março passaram a apresentar queda, à medida que ficaram mais claras as perdas decorrentes da seca ao Sul do Brasil.

Em abril, os embarques recuaram mais de 4 milhões de toneladas na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando somaram um recorde de 15,67 milhões de toneladas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Anec estimou a exportação de milho do país em maio em 737,5 mil toneladas, enquanto no mesmo mês do ano passado não foram registrados embarques.

A exportação de farelo de soja do Brasil deve alcançar 1,68 milhão de toneladas em maio, praticamente estável ante igual mês de 2021.

Compartilhe esta publicação: