MT já colheu mais de um terço da safra de milho, aponta Imea

Apresentado por
21 de junho de 2024

Brasil tem embarque recorde de milho em agosto de 2023

A colheita de milho de Mato Grosso saltou para 37,6% da área cultivada no principal estado produtor do Brasil, com avanço semanal de 15,8%, segundo levantamento publicado nesta sexta-feira (21) pelo Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária).

  • Siga a Forbes no WhatsApp e receba as principais notícias sobre negócios, carreira, tecnologia e estilo de vida

O ritmo de colheita no Estado se mantém à frente da média histórica de cinco anos para o período de 27,4%. Na mesma época do ano passado, a área total colhida era de 19,24%, segundo números do Imea.

Reuters

Colheita de milho

O estado, que responde pela maior parte do milho exportado pelo Brasil, registrou uma semeadura antecipada na temporada 2023/24. As exportações brasileiras tendem a ganhar força no segundo semestre, à medida que a colheita avança.

O Imea estima a safra de milho 2023/24 do Estado em 45,8 milhões de toneladas, versus 52,5 milhões de toneladas do recorde da temporada passada, quando a área foi maior e as produtividades melhores.

O instituto ligado aos produtores colheita de algodão de Mato Grosso na safra 2023/24, com 0,6% da área colhida até esta sexta-feira, ligeiro avanço ante a semana anterior, quando os trabalhos tinham começado.