Apresentado por       

EXCLUSIVA: Mercado Livre anuncia adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial

Ação, que envolve cerca de 70 empresas, possui dez compromissos sobre promoção de diversidade .

Redação
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:
Luis Alvarez/Getty Images
Luis Alvarez/Getty Images

Ainda há um longo caminho pela frente, mas Patrícia Monteiro, diretora de people da empresa, enxerga o avanço com orgulho

Acessibilidade


O Mercado Livre, um dos líderes em tecnologia para e-commerce e serviços financeiros na América Latina, começou a se empenhar em ações para promover a diversidade dentro da empresa nos últimos anos. Desde janeiro, a companhia contratou 700 colaboradores negros, com o objetivo de chegar a pelo menos 2.500 admissões até o final do ano. Agora, a companhia anuncia uma novidade: a partir desta semana, passa a integrar a Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial.

A plataforma funciona a partir da articulação entre mais de 70 empresas comprometidas com a igualdade de oportunidades e com o tratamento justo a todas as pessoas, rejeitando práticas de discriminação racial que possam afetar o desenvolvimento de profissionais, dos negócios e da sociedade. “O Mercado Livre sempre buscou pluralidade em sintonia com seu DNA. Agora, com a ampliação do time no Brasil, não vamos perder a oportunidade de trazer ainda mais diversidade para dentro da empresa, impulsionando assim nossa vocação para a inovação e tecnologia”, afirma Fernando Yunes, vice-presidente sênior e líder do Mercado Livre no Brasil.

LEIA MAIS: Quase 90% das agroindústrias usam dados sobre desmatamento para tomar decisões

A novidade vem para complementar ações como o IT Bootcamp, focado na atração de jovens negros pelo sistema de cotas, e o First Mile, programa de carreira que visa contratar e formar pessoas pretas e pardas no nível de analistas em lideranças de equipe, iniciativas tomadas pela empresa nos últimos anos. O resultado da série de ações, até o momento, pode ser visto nos dados internos da companhia. 39% dos funcionários do Mercado Livre no Brasil são autodeclarados pretos ou pardos – 10% deles ocupam cargos acima da gerência.

Ainda há um longo caminho pela frente, mas Patrícia Monteiro, diretora de people da empresa, enxerga o avanço com orgulho. Ela destacou que tudo se torna ainda mais simbólico por ter sido formalizado na última terça-feira (25), dia em que a morte brutal de George Floyd completou um ano.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Entre os compromissos assumidos na Iniciativa Empresarial estão: envolvimento no respeito e na promoção da igualdade, tratamento justo a todas as pessoas, ambiente respeitoso e respeito sobre a diversidade racial na comunicação e no marketing. “Para nós, a assinatura dos dez compromissos é um marco significativo em nossa jornada pela equidade racial. Em 2020, sentimos o efeito do movimento ativista ‘Black Lives Matters’ aqui no Brasil e a necessidade de falar e agir ainda com mais empenho na causa e acelerar nossa agenda em igualdade racial no país”, afirma Patrícia.

Embora o foco pela igualdade racial seja muito forte, a empresa diz acelerar a jornada de diversidade a partir de quatro pilares: mulheres, LGBTQIA+, pessoa com deficiência e etnias. Para isso, vem trabalhando com iniciativas externas e internas para promover equipes diversas e que representem cada vez mais a população da América Latina – e, claro, da população brasileira.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: