Brasserie Le Fouquet’s reabre em Paris após reforma

Brasserie após reforma assinada por Jacques Garcia

Em 15 de março deste ano, os protestos do movimento conhecido como coletes amarelos, na França, atingiram um endereço icônico de Paris, a brasserie Le Fouquet’s, localizada na esquina das avenidas Champs-Élysées com a George V. Foi ateado fogo em seu conhecido toldo vermelho e também destruído parte de seu ambiente interno. Agora, quase cinco meses após o infortúnio, a brasserie reabriu ao público após reforma total, que buscou preservar suas características originais.

LEIA MAIS: Guia traz roteiro para 24 horas em… Paris

A decoração assinada por Jacques Garcia preservou o madeiramento original das paredes, que exibe diversos pequenos quadros do estúdio fotográfico Harcourt. O menu, assinado pelo chef Pierre Gagnaire, prioriza clássicos da cozinha francesa, como o tartare de carne acompanhado por fritas, a salada niçoise (composta por atum, batatas, ovos cozidos, tomate e folhas) e a terrine de foie gras (patê de fígado de ganso ou pato).

Os quadros do estúdio fotográfico Harcourt

O salão do Le Fouquet’s coleciona clientes ilustres e principalmente políticos. O ex-presidente François Mitterrand, que permaneceu no poder entre 1981-1995, era um cliente usual do restaurante e até tinha uma mesa própria, marcada com o número 83. A festa de eleição de Nicolas Sarkozy, em 2007, também ocorreu no local.

A esquina do restaurante, no cruzamento da Avenue Champs-Elysées e Avenue George V

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

LinkedIn

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).