Brasserie Le Fouquet’s reabre em Paris após reforma

Icônico restaurante foi destruído em março deste ano durante protesto dos coletes amarelos.

Giulianna Iodice
Compartilhe esta publicação:

Brasserie após reforma assinada por Jacques Garcia

Acessibilidade


Em 15 de março deste ano, os protestos do movimento conhecido como coletes amarelos, na França, atingiram um endereço icônico de Paris, a brasserie Le Fouquet’s, localizada na esquina das avenidas Champs-Élysées com a George V. Foi ateado fogo em seu conhecido toldo vermelho e também destruído parte de seu ambiente interno. Agora, quase cinco meses após o infortúnio, a brasserie reabriu ao público após reforma total, que buscou preservar suas características originais.

LEIA MAIS: Guia traz roteiro para 24 horas em… Paris

A decoração assinada por Jacques Garcia preservou o madeiramento original das paredes, que exibe diversos pequenos quadros do estúdio fotográfico Harcourt. O menu, assinado pelo chef Pierre Gagnaire, prioriza clássicos da cozinha francesa, como o tartare de carne acompanhado por fritas, a salada niçoise (composta por atum, batatas, ovos cozidos, tomate e folhas) e a terrine de foie gras (patê de fígado de ganso ou pato).

Os quadros do estúdio fotográfico Harcourt

O salão do Le Fouquet’s coleciona clientes ilustres e principalmente políticos. O ex-presidente François Mitterrand, que permaneceu no poder entre 1981-1995, era um cliente usual do restaurante e até tinha uma mesa própria, marcada com o número 83. A festa de eleição de Nicolas Sarkozy, em 2007, também ocorreu no local.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A esquina do restaurante, no cruzamento da Avenue Champs-Elysées e Avenue George V

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

LinkedIn

Compartilhe esta publicação: