Jaeger-LeCoultre lança dois novos relógios de joalheria com o famoso Calibre 101

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

O novo relógio Snowdrop é cravejado de 904 diamantes

O minúsculo Calibre 101 da Jaeger-LeCoultre é a referência para relógios mecânicos de alta joalheria. Esta peça excepcional foi desenvolvida em 1929 e seu design é tão preciso que ainda não foi melhorado; ainda detém o recorde de ser o menor movimento mecânico em todo mundo. Ele pesa um grama e tem apenas 14 mm de comprimento e menos de 5 mm de largura.

A CEO da Jaeger-LeCoultre, Catherine Rénier, disse à Forbes: “Foi criado para ficar escondido em uma peça de joalheria”. E, ao longo do século passado, esteve escondido em pulseiras de diamantes e em anéis. Hoje, a Jaeger-LeCoultre lança dois novos relógios de alta joalheria com o Calibre 101 mecânico, Snowdrop e Bangle.

LEIA TAMBÉM: Rolex Daytona JPS 6264 alcança US$ 1,5 milhão em venda online recorde

O Snowdrop se inspira nas flores que crescem em finas camadas de neve na Suíça. O minúsculo mostrador é cercado por diamantes em forma de pêra que formam um motivo floral e mais diamantes de corte brilhante e pera irradiam do centro da flor e cobrem toda a pulseira. Os produtores experientes passaram 130 horas –durante um mês de trabalho– colocando os diamantes em uma configuração de griffe, que minimiza a aparência do metal, permitindo que mais luz passe para que as pedras pareçam ainda mais brilhantes. Até as laterais da pulseira têm diamantes: há duas faixas de ouro, cada uma incrustada com diamantes usando a técnica de fixação de grãos.

O Bangle é o primeiro relógio de alta joalheria com um design de pulseira. Rénier diz: “Queríamos muito fazer uma pulseira –pensamos que seria excelente ter esse nosso diferencial em um bracelete”. Demorou bastante para desenvolver a forma, incluindo um estudo sobre como abri-la e fechá-la, o que acontece com um simples giro. O design é audacioso e inspirado no movimento art déco, que reinava quando o Calibre 101 foi criado. Misturar um formato quadrado e um leque é um design atraente, que implora por um olhar mais atento. É cravejado de 966 diamantes, totalizando cerca de 20 quilates, em vários tamanhos, o que chama a atenção nas linhas da pulseira.

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

A pulseira é inspirada no design Art Déco e tem quase 20 quilates de diamantes

A Jaeger-LeCoultre não lança novos relógios de alta joalheria com Calibre 101 todos os anos porque demoram muito para serem desenvolvidos e há apenas alguns artesãos que podem montá-los. Rénier destacou: “Fiquei muito emocionada quando visitei a fábrica pela primeira vez para encontrar as pessoas da manufatura direta, porque há apenas alguns deles. É comovente, vê-los escolher os componentes que quase parecem poeira. Se você espirrasse, eles voariam para longe”.

Os relógios são exemplos absolutamente belos e superiores do domínio da Jaeger-LeCoultre em movimentos mecânicos e fixação de pedras preciosas. Rénier acredita que as mulheres colecionam esses relógios não apenas por causa dos diamantes, como também pelo calibre diferenciado do seu interior. Ela diz: “É um lindo relógio de diamantes, e tem este atributo histórico único de ser um calibre que permanece muito diferenciado do resto dos calibres mecânicos existentes. Quando você escolhe esta peça, acho que também a escolhe pela herança e pela história por trás da criação desse design, e como ele mapeou a relação entre mulheres e relógios/joias ao longo do século. Acredito que as senhoras interessadas nesta peça são, naturalmente, altamente educadas em joias e apreciam a história e o artesanato da relojoaria”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).