Agora híbrido, Kia Sportage de quinta geração chega por R$ 224.990

Equipado com motor 1.6 turbo de 180 cv, SUV se destaca por itens de segurança e telas digitais no interior.

Rodrigo Mora, de Araxá (MG)
Compartilhe esta publicação:
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Kia Sportage

Acessibilidade


No momento em que completa 30 anos no Brasil, a Kia Motors lança no mercado nacional a quinta geração do Sportage – SUV de médio porte que também chega à terceira década de vida.

A empresa aproveitou o tradicional encontro de automóveis clássicos de Araxá (MG) – nesta edição batizado de Brazil Classics Kia Show – para oficializar a estreia do carro.

É o segundo modelo da fabricante coreana a oferecer tecnologia híbrida, se juntando ao SUV compacto Stonic. No estreante, o motor é um 1.6 turbo acoplado a um sistema híbrido de 48V (Mild Hybrid Electric Vehicle), que somados entregam 180 cv e 27 kgfm de torque e são gerenciados por um câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas.

Leia mais: BMW iX: como anda elétrico que é ruptura automotiva de R$ 800 mil

Segundo a Kia, dados aferidos pelo Inmetro apontam para consumo de 11,5 km/l na cidade e de 12,1 km/l na estrada, sempre abastecido com gasolina.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Com 4.515 mm de comprimento, 1.865 mm de largura, 1.650 mm de altura e 2.680 mm no entre-eixos, a nova geração está maior em todas as dimensões. No porta-malas cabem 562 litros.

São duas versões: EX, de R$ 224.990, e EX Prestige, de R$ 259.990. Na topo de linha, o diferencial é a tela flutuante e sensível ao toque de 12,3” e o painel digital de instrumentos programável, com telas curvas integradas de LCD e também de 12,3”,batizado de Supervision Cluster.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Kia Sportage

As duas são equipadas com airbags frontais duplos, laterais e de cortina; espelhos retrovisores externos com regulagem e rebatimento elétricos, aquecíveis e com repetidores das setas integrados em LED; sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, assistente de partida em rampa (HAC) e bancos em couro.

Comum a ambas também é o ADAS (Advanced Driver Assistance System), um pacote de assistências ao motorista que inclui alertas de fadiga, prevenção de colisão por ponto cego, prevenção de colisão traseira e tráfego cruzado, assistentes de permanência e centralização na faixa de rodagem, prevenção de colisão frontal, câmera de ré com guias dinâmicas de estacionamento e sensores de estacionamento dianteiros e traseiros.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Kia Sportage

Na EX Prestige, o ADAS soma assistente para prevenção de colisão frontal incluindo conversão em cruzamentos, câmeras de visão 360 graus, monitor de ponto cego com visualização no painel digital de instrumentos e piloto automático adaptativo com assistente de congestionamentos.

Preços e pacote de equipamentos atraentes para quem segue rumo ao mercado premium e que sugerem bons volumes de venda. No entanto, falta carro para atender a demanda.

“Compramos 400 unidades por mês, mas só estamos recebendo 250. O que a Kia nos alega é que falta alumínio líquido para construir a transmissão”, justifica José Luiz Gandini, presidente da marca no País.

Compartilhe esta publicação: