Pfizer pede autorização nos EUA para medicamento antiviral contra Covid-19

A Pfizer disse ter concluído a apresentação de seu pedido de autorização de uso emergencial do medicamento Paxlovid junto à Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA.

Redação
Compartilhe esta publicação:

A Pfizer informou hoje que está buscando autorização dos Estados Unidos para um antiviral experimentalcontra a Covid19 produzido pelo laboratório, que reduziu em 89% a chance de hospitalização ou morte de adultos com risco de doença grave em um ensaio clínico.

Acessibilidade


A Pfizer disse ter concluído a apresentação de seu pedido de autorização de uso emergencial do medicamento Paxlovid junto à Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês), incluindo os dados do estudo clínico.

O medicamento oral tem potencial para ser uma nova arma promissora na luta contra a pandemia, pois pode ser tomado como um tratamento precoce em casa para ajudar a prevenir as hopitalizações e mortes por Covid19. Também pode se tornar uma ferramenta importante em países e áreas com acesso limitado a vacinas ou baixas taxas de vacinação.

Não está claro até o momento quando os reguladores norte-americanos irão decidir sobre o pedido da Pfizer. A MSD e a Ridgeback Bioterapeutics, que estão desenvolvendo um medicamento concorrente, o molnupiravir, completaram a apresentação de seu pedido de autorização nos EUA em 11 de outubro.

Um painel de consultores externos da FDA se reunirá para considerar esse pedido em 30 de novembro, e espera-se que o remédio esteja disponível este ano.

“Estamos nos movendo o mais rápido possível em nosso esforço para colocar este tratamento em potencial nas mãos dos pacientes, e estamos ansiosos para trabalhar com a FDA dos EUA em sua revisão do nosso pedido, juntamente com outras agências reguladoras em todo o mundo”, disse o presidente-executivo da Pfizer, Albert Bourla, em um comunicado à imprensa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O laboratório norte-americano disse que iniciou o processo de solicitação de autorização em vários países, incluindo o Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Coreia do Sul, e planeja novos pedidos de autorização internacionais.

A Pfizer anunciou mais cedo nesta terça-feira que permitirá que fabricantes de genéricos distribuam seu medicamento em 95 países de baixa e média renda através de um acordo de licenciamento com o grupo internacional de saúde pública Grupo de Patentes de Medicamentos (MPP).

(Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: