Petrobras não terá mais empréstimos diferenciados

Reuters
CEO da petroleira diz que fase de pegar dinheiro em bancos públicos acabou

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a empresa não pretende mais buscar empréstimos com “juros diferenciados” junto a bancos públicos, segundo divulgado hoje (18) pela assessoria de imprensa da estatal.

LEIA MAIS: Petrobras sobe 2,5% a gasolina a partir de sábado

A fala do executivo vem após o presidente Jair Bolsonaro divulgar em seu Twitter, também nesta sexta-feira, uma lista do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com os 50 maiores tomadores de recursos da instituição desde 2004, liderada pela petroleira, com R$ 62,4 bilhões entre empréstimos e operações de renda variável.

“Este ciclo em que a Petrobras se valia de empréstimos de bancos públicos, com juros diferenciados, com o objetivo de financiar seus projetos, acabou. Entendemos que grandes empresas que dispõem de fácil acesso aos mercados financeiros não precisam ser subsidiadas com recursos públicos que deveriam ser investidos em programas em prol da sociedade”, disse Castello Branco, de acordo com a assessoria.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).