Enel reduz prejuízo no 4º tri para R$ 157 milhões

Volume de energia (venda e transporte) cai 1,3% ante 4º trimestre de 2017

A Enel Distribuição São Paulo (antiga Eletropaulo), maior distribuidora de energia elétrica do Brasil em volume de energia vendida, reportou nesta terça-feira prejuízo líquido de R$ 157 milhões, ante perdas líquidas de R$ 975,5 milhões no mesmo período do ano anterior. A variação ocorre em meio a um resultado financeiro negativo menos pior, de R$ 300,4 milhões, ante R$ 1,7 bilhão no quatro trimestre de 2017.

LEIA MAIS: Enel vende usinas de energia renovável por R$ 2,9 bilhões

A despesa financeira e variações cambiais líquidas da companhia no quatro trimestre totalizaram R$ 369 milhões, uma redução de R$ 1,37 bilhão quando comparado ao mesmo período de 2017. Desconsiderando os efeitos não recorrentes e outras despesas, o lucro líquido ajustado seria de R$ 1,6 milhão no quarto trimestre, versus R$ 20,6 milhões na mesma etapa do ano anterior.

No quarto trimestre, a companhia alcançou um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 218,4 milhões, valor 38,7% inferior na comparação anual, com impacto de maior provisão com litígios e contingências e incremento de despesas relacionadas ao provisionamento de verbas rescisórias e maiores gastos com benefícios e assistência médica.

O volume de energia (venda e transporte) caiu 1,3% ante o quarto trimestre de 2017.

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).