FIS compra Worldpay por US$ 35 bilhões

Getty Images
FIS e Worldpay combinadas terão receita anual de cerca de US$ 12 bilhões e lucro principal de cerca de US$ 5 bilhões.

A Fidelity National Information Services (FIS) aceitou hoje (18) comprar a Worldpay por cerca de US$ 35 bilhões, no maior acordo até o momento na indústria de rápido crescimento de pagamentos eletrônicos.

LEIA MAIS: América Móvil anuncia compra de 100% na Nextel Brasil

A área de tecnologia financeira está se consolidando rápido, com pagamentos globais estimados para chegar a US$ 3 trilhões por ano em receita até 2023, à medida que mais pessoas mudam de dinheiro em espécie para pagamentos digitais para vendas online e físicas, prevê a consultoria McKinsey.

“A escala importa em nossa indústria de rápida mudança”, disse o presidente-executivo da FIS, Gary Norcross, que liderará a empresa combinada de infraestrutura bancária e de pagamentos.

O crescimento nos sistemas de pagamento manteve os negócios em andamento, mesmo quando as fusões em outros setores paralisaram devido a preocupações sobre as tensões comerciais e uma desaceleração econômica global.

O acordo da FIS, avaliando a Worldpay em cerca de US$ 43 bilhões, incluindo as dívidas, vem pouco mais de um ano após a empresa norte-americana Vantiv pagar US$ 10,63 bilhões pela empresa de pagamentos, criada na Inglaterra e desmembrada do Royal Bank of Scotland em 2010.

FIS e Worldpay combinadas terão receita anual de cerca de US$ 12 bilhões e lucro principal de cerca de US$ 5 bilhões.

A Worldpay é uma das principais empresas em pagamentos com cartão, particularmente no Reino Unido, enquanto a FIS produz software para bancos e gestores de ativos, bem como para seus negócios de terceirização de serviços financeiros.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).