Bradesco tem lucro recorrente 25% maior no 2º tri

Banco foi beneficiado por aumento em receitas com prestação de serviços

O Bradesco teve alta de 25,2% no lucro líquido recorrente do segundo trimestre, beneficiado por aumento em receitas com prestação de serviços, maior margem financeira e menos despesas com provisões para perdas com inadimplência. O segundo maior banco privado do país teve lucro líquido recorrente de R$ 6,462 bilhões entre abril e junho, superando a previsão média de analistas de R$ 6,059 bilhões, segundo dados Refinitiv.

LEIA MAIS: A aposta do Bradesco em inteligência artificial

A rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido do Bradesco atingiu 20,6% no segundo trimestre, nível mais alto dos últimos 16 trimestres, de acordo com material de divulgação do balanço.

O banco ainda apresentou crescimento de 8,7% na carteira de crédito expandida, para 560,54 bilhões de reais. Já as despesas com provisões para perdas com inadimplência (PDD) somaram R$ 3,487 bilhões, queda de 0,1% em relação ao segundo trimestre de 2018.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).