Crescimento de publicidade online desacelera

Getty Images
Aumento deve chegar a menor nível desde 2001

Os gastos globais com publicidade devem crescer 4,6% em 2019, uma queda em relação às estimativas anteriores, com a publicidade na internet desacelerando para um dígito em 2021 pela primeira vez desde a explosão da bolha da internet, informou a empresa Zenith.

LEIA MAIS: Google vê concorrência em publicidade esquentar

A Zenith, de propriedade do grupo publicitário francês Publicis, disse em um relatório publicado hoje (8) que a publicidade na internet responderia por 52% dos gastos globais com publicidade em 2021, superando a marca de 50% pela primeira vez.

O relatório é divulgado durante o período em que as empresas de publicidade, incluindo a líder de mercado WPP, viram clientes mudando para plataformas online como Google e Facebook para alcançar consumidores.

Atualmente, 47% do total gasto com publicidade globalmente é gasto na internet, de acordo com a Zenith, acima dos 44% do ano passado, mas a taxa de crescimento deverá desacelerar com o amadurecimento do mercado de anúncios na internet.

“O ano de 2021 será o primeiro de crescimento de um dígito na publicidade online desde 2001, ano em que a bolha da internet estourou”, disse Jonathan Barnard, chefe da área de previsão da Zenith.

No entanto, enquanto as grandes marcas ainda dependem muito da mídia tradicional, as pequenas e médias empresas gastam todos os seus orçamentos em plataformas como o Google e o Facebook. Por outro lado, os grandes anunciantes dedicam, em média, menos da metade de seus orçamentos à publicidade online.

Os gastos globais com publicidade devem aumentar para US$ 28 bilhões em 2019, disse Zenith, acrescentando que cerca de metade do crescimento seria dos Estados Unidos, ajudado pelo rápido crescimento da publicidade na internet.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).