Forte crescimento da Louis Vuitton e Dior eleva receita da LVMH

O lucro da LVMH antes de juros e impostos (Ebit) subiu 14%, para € 5,3 bilhões

aceleração do crescimento das vendas de marcas de moda e bolsas como Louis Vuitton e Christian Dior elevou a receita da LVMH em um ritmo mais rápido do que o esperado no segundo trimestre, acompanhando o desempenho de outros rivais que também se beneficiaram da crescente demanda asiática.

LEIA MAIS: Grupo LVMH se une à marca Stella McCartney

Os principais nomes de produtos de luxo ainda estão em alta na próspera demanda por produtos de grife de clientes chineses em particular, apesar de uma guerra comercial entre Pequim e Washington que poderia pesar no sentimento do consumidor.

O ‘momentum’ na Vuitton, carro-chefe da LVMH, é um bom presságio para alguns de seus grandes rivais, como a Gucci, que também expandiu rapidamente nos últimos anos e tem forte presença em áreas de alta margem, como bolsas.

A LVMH, que inclui a fabricante de champanhe Moët & Chandon, disse que as vendas do segundo trimestre subiram 15%, para € 12,5 bilhões, alta de 12% considerando câmbio estável e número comparável de lojas. Os analistas esperavam um crescimento de vendas de aproximadamente 10%.

Nos seis meses até o final de junho, o lucro da LVMH antes de juros e impostos (Ebit) subiu 14%, para € 5,3 bilhões, um pouco abaixo das previsões, e dando uma margem operacional de 21,1%, estável em relação ao ano anterior.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).