Modelo para privatização da Eletrobras sai em 2 semanas

Brendan McDermid/Reuters
Proposta vai ao Congresso em agosto, com objetivo de ser aprovada este ano

Os ministérios de Minas e Energia e Economia apresentarão ao presidente Jair Bolsonaro modelo para a privatização da elétrica estatal Eletrobras dentro das próximas duas semanas, disse o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Segundo ele, após Bolsonaro concordar com o modelo, a proposta será enviada ao Congresso em agosto, com o objetivo de ser aprovada até o final do ano.

LEIA MAIS: Em 2018, Eletrobras tem o melhor resultado em 20 anos

O governo brasileiro vem trabalhando para privatizar a Eletrobras desde o governo Michel Temer, como parte de um esforço maior para vender ativos estatais. O governo previu anteriormente receitas de R$ 12 bilhões com a desestatização da empresa.

“São simulações que foram feitas com condições diversas. Então, se são 12 ou 16, dependerá muito do plano e das expectativas do mercado”, disse Albuquerque. O governo está buscando privatizar a Eletrobras diluindo sua participação, afirmou.

Isso torna menos provável que unidades chave como Chesf e Furnas, duas importantes geradoras da Eletrobras, sejam vendidas a investidores estratégicos.

Em junho, o governo avaliava cinco modelos para a privatização.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).