Filial da chilena CMPC compra paranaense Sepac por R$1,3 bilhão

Bruno Domingos / Reuters
Sepac fecha acordo de compra bilionário

A filial de papel tissue do grupo chileno CMPC, Softys, anunciou hoje (6) que fechou acordo para comprar a paranaense Sepac por R$ 1,3 bilhão, criando a maior empresa do segmento no país.

LEIA MAIS: Softbank compra participação de 8,1% no Banco Inter em oferta

A operação ainda precisa de aprovação de autoridades de defesa da concorrência. A Sepac foi fundada em 1974 e é dona de marcas como Duetto, Paloma, Stylus e Maxim. A companhia tem capacidade de produção anual de 135 mil toneladas de papel tissue e de 175 milhões de fraldas por ano. As vendas em 2019 devem somar US$ 200 milhões.

“A integração das duas empresas consolidará a Softys como a maior operadora da indústria de tissue no Brasil, destacando a presença que a Sepac tem no sul do país e que é complementada pela atual relevância da Softys nos Estados centrais”, afirmou a CMPC em comunicado.

“Trata-se de uma operação coerente com nosso objetivo de crescer nos mercados com alto potencial de desenvolvimento para o negócio de tissue, como é o caso do Brasil”, disse no comunicado o presidente do Grupo CMPC, Francisco Ruiz-Tagle.

A Softys está no Brasil desde 2009 e tem operações em São Paulo, com capacidade para produzir 145 mil toneladas de papel tissue. A Softys Brasil vende produtos para cuidados pessoais e tissue, tendo as marcas Elite e Sublimes entre suas principais.

A empresa tem entre as concorrentes no Brasil a Suzano, que começou a produzir papéis sanitários em 2017 na Bahia. Cerca de um ano depois, a empresa teve aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a compra da Facepa, por R$ 310 milhões, com atuação mais destacada nas regiões Norte e Nordeste do país.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).