Omega Geração fará oferta de até R$ 1,2 bi em ações

iStock
Recurso deve ser usado para financiar aquisição de ativos operacionais

A elétrica Omega Geração vai realizar uma oferta pública primária de ações ordinárias para levantar até R$ 1,21 bilhão, que deverão ser utilizados para financiar aquisição de ativos operacionais. A companhia de energia renovável informou, em comunicado na noite de terça-feira, que a oferta envolverá inicialmente lote de 27,69 milhões de ações, que poderá ser acrescido em até 35%.

LEIA MAIS: Lucro da Eletrobras dispara 305% a R$ 5,6 bi no 2° tri

A operação, aprovada pelo conselho de administração da empresa, será coordenada por Bank of America Merrill Lynch (líder), Credit Suisse, BTG Pactual, XP e Santander Brasil. Ainda haverá esforços simultâneos de colocação das ações no exterior por BofA Securities, BTG Pactual US Capital, Credit Suisse Securities, XP Securities, e Santander Investment Securities.

A oferta será realizada exclusivamente para os acionistas, e, caso haja ações remanescentes, para investidores profissionais e investidores institucionais locais e estrangeiros. A Omega Geração fechou o segundo trimestre com cerca de 1 gigawatt em capacidade instalada, incluindo ativos de geração eólica e solar e pequenas centrais hidrelétricas.

A oferta da Omega deverá ser precificada em 25 de setembro, segundo cronograma estimado pela companhia.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).