Alemanha se aproxima de recessão

Getty Images
Contratos para produtos fabricados na Alemanha caíram 0,6% em agosto na comparação com julho

As encomendas à indústria da Alemanha caíram mais do que o esperado em agosto devido à demanda doméstica mais fraca, mostraram dados divulgados hoje (7), ampliando os sinais de que as perdas na indústria estão levando a maior economia da Europa à recessão.

LEIA MAIS: Alemanha vai entrar em recessão, dizem institutos

Os contratos para produtos fabricados na Alemanha caíram 0,6% em agosto sobre o mês anterior, contra expectativa de queda de 0,3%. A demanda por bens de capital recuou 1,6%, informou o Ministério da Economia.

“A economia alemã está no meio de uma recessão. Os dados de hoje deixam isso claro de novo”, disse Thomas Gitzel, economista do VP Bank Group.

A economia encolheu 0,1% no segundo trimestre, e dados recentes indicam uma contínua fraqueza na indústria no terceiro trimestre. A maioria dos economistas define recessão como dois trimestres seguidos de contração.

VEJA TAMBÉM: Lances de leilão 5G já superam € 6 bi na Alemanha

“O governo alemão provavelmente ficará sob crescente pressão para abandonar sua política de orçamento rígido”, completou Gitzel.

Até agora o governo tem mantido sua política de orçamento equilibrado, apesar da pressão de economistas e outros governos para gastar mais e alimentar a demanda.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).