Demanda de comércio eletrônico impulsiona lucro trimestral da UPS

Lucro líquida do UPS foi de US$ 1,75 bilhão no trimestre

O United Parcel Service divulgou hoje (22) um lucro trimestral que superou as estimativas de Wall Street, beneficiando-se da forte demanda de comércio eletrônico, além do rompimento da rival FedEx com a Amazon.com.

LEIA MAIS: UPS tem lucro abaixo do previsto

O volume de entregas da Next Day Air nos Estados Unidos aumentou cerca de 24% no trimestre encerrado em 30 de setembro, após a FedEx romper os laços comerciais com a maior varejista online do mundo neste verão.

Apesar da vantagem, os investidores continuam cautelosos com os possíveis efeitos negativos da guerra comercial EUA-China em andamento sobre a empresa, à medida que se prepara para o que poderia ser a maior temporada de compras de fim de ano da história.

VEJA TAMBÉM: JD.com anuncia serviço de entrega ao estilo FedEx

O lucro líquido da UPS aumentou 16%, para US$ 1,75 bilhão, ou US$ 2,01 por ação, no trimestre, em comparação com US$ 1,51 bilhão, ou US$ 1,73 por ação, no ano anterior.

A receita aumentou 5%, para US$ 18,32 bilhões. Excluindo itens, a empresa teve lucro de US$ 2,07 por ação.
Os analistas, em média, estimavam lucro de US$ 2,06 por ação, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).