Atividade industrial da zona do euro permanece em contração em outubro

Getty Images
Outubro é o nono mês abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração

A atividade industrial da zona do euro contraiu com força no mês passado uma vez que a demanda foi novamente afetada pela guerra comercial dos Estados Unidos e pela contínua falta de clareza sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, mostrou hoje (4) a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

LEIA MAIS: Por que a atual maior fraqueza da China pode ser o setor industrial

O PMI final de indústria do IHS Markit para a zona do euro ficou em 45,9, pouco acima da mínima de sete anos de setembro de 45,7 e marcando o nono mês abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração.

O subíndice de produção avançou a 46,6 de 46,1 em setembro, quando chegou à mínima em quase sete anos.

“A indústria da zona do euro permaneceu presa em seu declínio mais acentuado por sete anos em outubro, o que significa que o setor produtor de bens vai agir como um forte peso para o PIB de novo no quarto trimestre”, disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

O subíndice de novas encomendas foi a 45,3 de 43,4, mas chegou ao 13º mês seguido abaixo da marca de 50.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).