Bunge vende fatia em usina de etanol dos EUA

Forbes/Reprodução
O country manager da Bunge na América do Norte declarou que a venda é uma oportunidade atraente

A Bunge encerrou sua participação de 13 anos em uma usina de etanol de Iowa, informou a empresa na quinta-feira (2), em meio a dificuldades do setor com margens reduzidas e superprodução.

LEIA MAIS: JBS compra ativos de margarina e maionese da Bunge por R$ 700 milhões

A Southwest Iowa Renewable Energy, ou SIRE, recomprou a participação da Bunge na instalação em 31 de dezembro, de acordo com um comunicado.

Os produtores de etanol dos EUA dizem que a indústria sofre com medidas do governo Trump para isentar as refinarias de petróleo de misturar etanol na gasolina.

Até o mês passado, cerca de 13 fábricas haviam fechado desde novembro de 2018, enquanto outras reduziram temporariamente a produção.

Como a Bunge foca seus recursos em seus principais negócios, “vender as ações na SIRE, mantendo um relacionamento, é uma oportunidade atraente”, disse Andrés Martín, country manager da Bunge na América do Norte.

A Bunge detinha uma participação de 25% no SIRE, que opera a usina de etanol perto de uma instalação de processamento de oleaginosas da empresa em Council Bluffs, Iowa.

A SIRE está autorizada a produzir 140 milhões de galões por ano, e a Bunge continuará comprando todo o seu etanol sob um contrato comercial revisado, de acordo com o comunicado de quinta-feira.

LEIA TAMBÉM: Bunge reverte perdas e tem lucro no 2° tri

Mas o SIRE assumirá a responsabilidade pela compra de milho para produzir etanol e pela venda de um subproduto usado na alimentação animal, segundo o comunicado.

Os comerciantes Bunge e rivais Archer Daniels Midland, Cargill e Louis Dreyfus, conhecidos como quarteto ABCD de tradings globais de grãos, reestruturaram as operações e cortaram custos após anos de oferta abundante de grãos que minaram os lucros.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).