Mnuchin diz que Fase 2 de acordo comercial pode não remover todas as tarifas, segundo WSJ

Aly Song/Reuters
Aly Song/Reuters

Guerra comercial entre Estados Unidos e China entra em fase de acordos

A Fase 2 do acordo comercial com a China não será necessariamente um “big bang” que removeria todas as tarifas existentes, disse o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, ao Wall Street Journal em uma entrevista.

“Podemos fazer a Fase 2 e algumas das tarifas caem. Podemos fazer isso sequencialmente ao longo do caminho”, acrescentou.

VEJA TAMBÉM: Trump promete a produtores que acordo comercial com a China será bom para eles

Mnuchin também advertiu que a Itália e o Reino Unido enfrentarão tarifas norte-americanas se avançarem com um imposto sobre empresas digitais como o Google e o Facebook , disse o jornal.

O aviso de Mnuchin para a Itália e o Reino Unido vem depois que a França recuou e prometeu aos Estados Unidos evitar uma guerra comercial até pelo menos o final deste ano.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, prometeu em dezembro fazer com que grandes empresas multinacionais paguem sua parte justa dos impostos, incluindo a implementação de um imposto sobre serviços digitais.

A Itália aprovou um imposto semelhante no orçamento de 2019, mas ainda não o ativou.

E AINDA: Acordo EUA-China fornece modelo para principais países em política cambial, diz BC da China

Mnuchin disse que espera que o Reino Unido e a Itália suspendam seus planos de impor os impostos, segundo a matéria.

“Caso contrário, eles serão confrontados com as tarifas do presidente Trump. Teremos conversas semelhantes com eles”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).