BRF contrata R$ 1,4 bilhão em linhas de crédito para reforçar liquidez

Rodolfo Buhrer/Reuters
A BRF ainda destacou que, em 27 de dezembro de 2019, contratou uma linha de crédito rotativo

A BRF contratou linhas de financiamento no montante agregado de aproximadamente R$ 1,4 bilhão junto a instituições financeiras no Brasil, com prazo de um ano, de acordo com comunicado da companhia na noite de ontem (31), citando que as operações foram feitas entre 25 e 31 de março.

“Essa iniciativa visa reforçar, preventivamente, o seu nível de liquidez durante esse período de grande volatilidade”, afirmou a empresa de alimentos, citando incertezas trazidas pela epidemia de Covid-19.

LEIA MAIS: BRF se prepara para cenário 2020 sob coronavírus

A BRF ainda destacou que, em 27 de dezembro de 2019, contratou uma linha de crédito rotativo (revolving credit facility) junto ao Banco do Brasil, no montante de até R$ 1,5 bilhão, pelo prazo de até 3 anos e cujos recursos não foram desembolsados.

Na véspera, a Reuters publicou reportagem citando que companhias na América Latina estão correndo para sacar linhas de crédito pré-aprovadas, com os mercados locais de bônus fechados e a ajuda do Estado demorando a se materializar.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).