Classe E 2017, da Mercedes-Benz, é o melhor semiautônomo do mercado

Modelo tem piloto automático que troca de pistas sem ajuda do condutor

Redação
Compartilhe esta publicação:

O modelo Classe E 2017, da Mercedes-Benz, é um dos mais modernos do mercado. A tecnologia de piloto automático do veículo faz com que ele seja muito mais seguro do que seus concorrentes com o mesmo equipamento, como o Model S, da Tesla.

Acessibilidade


VEJA MAIS: Tesla quer produzir carro que metade da população possa comprar

Elegante, o novo sedã da marca é um dos únicos nos Estados Unidos a receber autorização para colocar a tecnologia em funcionamento.

Conheça o veículo na galeria de fotos abaixo:

  • Piloto automático

    O sistema funciona tanto para que o carro se mantenha andando em linha reta sem que o motorista precise controlá-lo quanto para mudar de pistas. Basta sinalizar para o lado esquerdo ou direito que o modelo faz a manobra sem reduzir a velocidade.

    Inscreva-se para receber a nossa newsletter
    Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
  • Segurança

    A tecnologia ainda permite que o motorista ative rapidamente o sistema de parada de emergência, que faz com que o carro pare na via em que está e acenda automaticamente o alerta.

  • Velocidade

    A montadora diz que, com essas técnicas, o motorista pode ficar mais de um minuto sem segurar o volante, mesmo acima de 100 km/h.

  • Precaução

    Depois de 60 segundos, o carro manda um sinal pedindo para que o condutor mexa o veículo para mostrar que ainda está prestando atenção na estrada.

  • Licença

    O modelo foi o primeiro comercial a ganhar uma licença de direção autônoma nos Estados Unidos. Até então, somente protótipos podiam andar nas ruas, com velocidade reduzida.

Piloto automático

O sistema funciona tanto para que o carro se mantenha andando em linha reta sem que o motorista precise controlá-lo quanto para mudar de pistas. Basta sinalizar para o lado esquerdo ou direito que o modelo faz a manobra sem reduzir a velocidade.

Compartilhe esta publicação: