Um dos melhores clubes privados de vinho da Europa está prestes a ser inaugurado em Washington

Localizado ao lado do Ritz Carlton, o primeiro WineBANK, batizados nos Estados Unidos como WineLAIR, está previsto para o final de agosto.

Shivani Vora
Compartilhe esta publicação:
Reprodução
Reprodução

“É o meio termo perfeito entre voltar para casa e ir a um restaurante ou outro bar de vinhos”, aponta o criador do conceito WineBANK

Acessibilidade


Para alguns, o vinho é um daqueles prazeres ocasionais a serem apreciadas no jantar ou durante uma conversa com a família ou amigos. Para outros – os enófilos radicais – é um estilo de vida. Aqueles que conhecem suas expressões e podem nomear cada uva obscura provavelmente possuem algumas garrafas de destaque que estão esperando para beber em ocasiões especiais.

Na hora de estourar a rolha, não seria ótimo desfrutar daquele vinho especial em um espaço requintado e convidativo ao estilo wine bar sempre que quiser?

LEIA MAIS: Consumo de vinho: garrafas mais caras são tendência, diz vice-presidente da World Wine

É aí que entra em cena Christian Ress, coproprietário de 5ª geração da Balthasar Wine Estate, um dos maiores produtores de vinho na Alemanha desde a década de 1870. Ele é o criador de um conceito conhecido como WineBANK, um clube de associados ostentoso em uma série de cidades da Europa Central, incluindo Frankfurt, Viena e Basileia, onde as pessoas podem armazenar seus vinhos mais preciosos e levar os convidados para apreciá-los em um ambiente chique, porém despojado. Sim, o armazenamento de vinho não é um conceito novo, mas nunca recebeu um tratamento como este.

“As pessoas usam o local onde armazenam vinho para encontrar e se misturar com outros entusiastas da bebida e apreciá-lo juntos”, disse Ress. “Transformamos o armazenamento de vinho em uma espécie de social club.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Localizado ao lado do Ritz Carlton em Washington D.C., o primeiro WineBANK, conhecido em solo norte-americano como WineLAIR, está previsto para abrir no final de agosto, trazendo uma vibração descontraída, mas sofisticada, para a capital do país em um lounge de 510 metros quadrados. Ao preencher um nicho para os cidadãos da América que querem entreter amigos e colegas de trabalho com seus próprios vinhos em um ambiente legal, Ress explica que o espaço “é o meio termo perfeito entre voltar para casa e ir a um restaurante ou outro bar de vinhos”. É ideal para quem gosta de beber de forma espontânea e flexível.

Reprodução
Reprodução

Espaço de 510 metros quadrados aposta em ambiente chique, porém despojado

Em comparação com os espaços europeus, a proposta norte-americana, segundo Ress, é muito mais desburocratizada em função do nível diferente de expectativa do consumidor. “O conceito original do WineBANK começou como um local sem serviço”, disse ele. “Não havia funcionários, mas os membros têm acesso constante para trazer de volta suas garrafas ou copos vazios. Além disso, a Europa é muito mais tranquila do que os Estados Unidos no que diz respeito ao consumo de álcool. Na América, é mais regulamentado.”

VEJA TAMBÉM: Tipos de rolha: saiba mais sobre esse mundo à parte no universo dos vinhos

O resultado final é que o D.C. WineLAIR oferece muito mais opções do que apenas beber em um local elegante. Além de ser capaz de armazenar seu vinho em um dos mais de 350 armários pessoais (que são climatizados a 15 graus Celsius e ficam úmidos o suficiente para não danificar a rolha ou a garrafa), o WineLAIR também possui seu próprio bar de vinhos, servindo garrafas e taças de rótulos em constante mudança do Velho e do Novo Mundo. Este menu também apresenta champanhes de produtores como Marc Hébrart e Pierre Péters.

Se você estiver com fome, o WineLAIR oferece um menu de charcutaria e de queijos e outros lanches leves e está se preparando para servir almoço e jantar com curadoria de Ris Lacoste, o renomado chef do RIS, restaurante vizinho.

O sistema de associação do WineLAIR abrange quatro níveis diferentes: as taxas de iniciação variam de US$ 5.000 a US$ 10.000, sendo que quanto maior a categoria, mais benefícios, como armários extras, mais cartões de associação e passes de convidados para amigos ou parceiros de negócios em potencial e acesso a eventos – entre eles, degustações de vinhos, claro, com grandes nomes da indústria, como Matthieu Perrin ou Ernie Loosen. Eventos mais exclusivos são reservados para membros de níveis mais altos. Além disso, os associados têm direito aos privilégios dos WineBANKs localizados nas cidades europeias. O mesmo vale para os membros que pousam no Aeroporto Nacional Ronald Reagan e precisam impressionar um cliente ou alguém especial.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: