O legado e o futuro de Johnnie Walker

Uísque escocês inicia as celebrações de 200 anos com lançamentos de rótulos comemorativos que trazem a herança de seu fundador.

BrandVoice Johnnie Walker
Compartilhe esta publicação:

Divulgação

Acessibilidade


Considerada a marca de uísque escocês número um do mundo, Johnnie Walker, um dos destaques do portfólio da Diageo (líder mundial em bebidas premium), comemora 200 anos. Para as celebrações, a marca anuncia o lançamento de sete rótulos que representam o espírito pioneiro e a dedicação à qualidade que a acompanham desde 1820. Chegam ao Brasil versões limitadas dos tradicionais Johnnie Walker Red Label, Black Label, Gold Label e Blue Label em embalagens comemorativas, além de três novos e exclusivos uísques recém-criados. Juntos, os rótulos simbolizam a herança do passado, as realizações do presente e as conquistas do futuro.

Divulgação

A história de sucesso iniciada por John Walker também ganha um documentário assinado pelo premiado diretor Anthony Wonke: “The Man Who Walked Around The World”. Ele mostra como uma marca se torna um ícone da cultura pop e como, depois de 200 anos, ela segue mais relevante do que nunca. “Celebramos cada passo que nos trouxe até aqui – e os que estão por vir. É o início de uma jornada que tem como foco um futuro de possibilidades”, diz Paula Costa, VP de marketing da Diageo.

Jornada irreverente

Aos 14 anos, John Walker ficou órfão de pai e resolveu empreender. Com o pouco dinheiro recebido pela venda da fazenda de sua família, investiu em uma pequena mercearia em Kilmarnock, a 40 quilômetros de Glasgow.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Na época, os empórios estocavam uma variedade de maltes locais, mas enfrentavam um problema: não conseguiam manter o mesmo padrão nos lotes seguintes. Prodígio, John, que já tinha o dom de criar experiências com chás e especiarias, decidiu levar essa inovação para o universo dos maltes, até oferecer um blend uniforme e de qualidade. Sua capacidade como “alquimista” logo se transformou em um diferencial.

Com sua morte, em 1857, o filho Alexander assumiu o negócio, que prosperava, e deu um passo estratégico ao contratar capitães de navios como agentes para transportar a bebida. Em pouco tempo, seu blend único chegava aos quatro cantos do mundo. Foi também nesse período que surgiu a famosa garrafa quadrada (que diminuía as quebras) e o rótulo inclinado (para se destacar na “multidão”).

Divulgação
Divulgação

Alexander Walker (1837-1889): parceria com capitães de navios para levar sua marca ao mundo todo

A partir de 1889, os filhos de Alexander – Alexander II e George – passaram a comandar a empresa. Nessa fase, surgiu o icônico Striding Man como logotipo, e o nome da marca foi alterado para Johnnie Walker. Em 1920, o uísque Johnnie Walker já estava presente em 120 países.

Legado

Ao longo do século 20, Johnnie Walker conquistou a admiração de celebridades, aristocratas e autoridades. Juntaram-se aos tradicionais Red Label e Black Label os rótulos Green Label, Gold Label e Blue Label. No século 21, consolidada como maior marca de uísque do mundo, tornou-se símbolo de modernidade – o mantra Keep Walking foi usado em manifestações pela democracia e se tornou slogan da cultura pop.

“Modernização é nossa prioridade”, destaca Guilherme Martins, diretor de Negócios da Diageo Reserve no Brasil. Segundo ele, Johnnie Walker tem um papel fundamental para tornar a categoria de uísque mais próxima da cultura do momento. “Já notamos uma mudança no consumo do uísque nos bares de alta coquetelaria, entre o público mais jovem e entre as mulheres. Estamos rejuvenescendo a imagem da bebida sem nos afastarmos dos consumidores mais tradicionais”, explica o executivo.

“Os lançamentos comemorativos contam um pouco dessa história cheia de inspiração, momentos marcantes e inovações ao longo da jornada que reforçam o espírito Keep Walking”, finaliza.

Conheça as edições limitadas do 200º- aniversário de Johnnie Walker

JOHNNIE WALKER BLUE LABEL LEGENDARY EIGHT

Divulgação

Um blend raro que chega ao Brasil em dezembro. A edição limitada é produzida com oito uísques de destilarias que inspiraram John Walker, incluindo quatro “destilarias fantasmas” e outros uísques raros.

JOHN WALKER & SONS CELEBRATORY BLEND

Divulgação

Exclusivo e limitado, foi inspirado na época em que o primeiro blend comercial da marca, o Old Highland Whisky, foi exportado para os quatro cantos do mundo. Seu líquido foi feito usando apenas uísques de destilarias abertas antes ou durante a década de 1860.

JOHN WALKER & SONS BICENTENARY BLEND

Divulgação

O master blender Jim Beveridge e sua equipe criaram uma bebida que promete uma viagem pelas fragrâncias originais da mercearia onde tudo começou. O blend vem de barris envelhecidos há pelo menos 28 anos de destilarias que guardam uma produção rara.

“Os rótulos são únicos, com características diferentes entre si. A ideia é que todos possam desfrutar dessas criações e mergulhar no passado, conhecendo a fundo a história do uísque mais popular do planeta”, diz Kennedy Nascimento, um dos bartenders mais reconhecidos da América Latina e brand ambassador da Diageo no Brasil.
Os motivos para comemoração vão além do bicentenário. Johnnie Walker vem ganhando prêmios internacionais de qualidade desde 1879. Atualmente, a marca é distribuída em mais de 180 países – e suas ações são negociadas na bolsa de valores de Nova York e Londres.

Um brinde aos próximos 200 anos!

Apoio: Johnnie Walker. Aprecie com moderação

* BrandVoice é de responsabilidade exclusiva dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião da FORBES Brasil e de seus editores

Compartilhe esta publicação: