Dicionário do MBA: 15 termos e seus significados

William Potter/GettyImages
Termos mais improváveis são parte do dia a dia dos curso de administração

Resumo:

  • Escolas de MBA criam e ressignificam termos já usados para explicar, resumir e sintetizar eventos e conceitos;
  • O Índice Big Mac, por exemplo, compara os preços do hambúrguer em diferentes lugares para medir o poder de compra dos povos.

Já ouviu falar do Big Mac Index? Fora dos cursos de negócios, você pode supor que as vendas de hambúrgueres aumentaram. Mas, na Escola Darden da Universidade de Virgínia, o termo mede algo bem diferente. Segundo Franklyn Darnis, especialista no assunto, o índice é, na verdade, uma taxa de câmbio estranhamente precisa. “Ele compara o preço de um hambúrguer Big Mac, do McDonald’s, entre os países”, explica. “Isso serve essencialmente para medir o poder de compra relativo de uma moeda.”

VEJA TAMBÉM: 10 melhores universidades para MBA

O Big Mac Index faz parte do vocabulário de MBA – uma coleção de clichês, metáforas, chavões e acrônimos supostamente destinados a simplificar conceitos. E não se engane: a turma de MBA de 2019 ouviu todos eles, do exagerado ao confuso. É por isso que a “Poets & Quants”, portal voltado para o mundo das escolas de negócios, solicitou às melhores delas que compartilhassem os termos mais improváveis encontrados no curso de administração.

Esqueça BATNAs (de best alternative to a negotiated agreement, ou melhor alternativa para negociar um acordo) e o oceano azul (estratégia de diferenciação competitiva). Veja, na galeria de imagens a seguir, os 15 termos mais engraçados do mundo do MBA e o significado de cada um deles:

  • 1. Círculo da morte

    Imagine que você está na recepção de um evento de networking e encontra um representante da empresa dos seus sonhos na função que você sempre quis. Agora mentalize 10 outras pessoas que também estão interessadas em falar com ele para estabelecer uma conexão e, de alguma forma, todos vocês acabam formando um círculo grande e crescente. Todo mundo balança a cabeça desajeitadamente e sorri para o indivíduo, enquanto pensam em um assunto ou questão de relevância para marcar pontos na discussão. Para piorar as coisas, ninguém sabe como educadamente sair. Este é o infame círculo da morte.

  • 2. CRaP

    Em meu estágio de verão na Amazon, usamos frequentemente a sigla CRaP (Can’t Realize any Profit ou não proporciona lucros, em tradução livre). O termo significa itens de varejo específicos que não são lucrativos e, portanto, devem ser considerados para uma possível remoção do programa de canais de varejo da marca. O CRaP (porcaria em inglês) é sucinto, descritivo e consegue nos arrancar boas risadas.

  • 3. ELI5

    O termo significa “Explain it Like I’m Five” (explique como se eu tivesse cinco anos, em tradução livre). Hilário e útil.

  • 4. Troll das finanças

    No programa de MBA da Universidade da Flórida adoramos participar de competições de casos. Temos uma regra geral de que toda equipe bem-sucedida precisa ter, pelo menos, um forte troll das finanças – pessoa cujo comportamento tende sistematicamente a desestabilizar uma discussão e a provocar as pessoas nela envolvidas.

  • 5. FOMO

    Do inglês “Fear of Missing Out” (medo de perder alguma coisa, em tradução livre). É uma loucura ver pessoas reservando passagens de avião depois de descobrirem que um grupo de colegas está indo para a ilha “X” durante o fim de semana. O efeito FOMO eleva os preços em até 250%. As pessoas têm medo de perder eventos e não seguir a multidão.

  • 6. GOOB

    De “Get Out of the Building” – ou saia do prédio, em tradução livre. É uma referência ao método de empreendedorismo Lean Launch (lançar uma ideia sem construí-la).

  • 7. HIPPO EFFECT

    Eu tive algumas aulas com o professor Leonard Lane. Ele sempre nos alertava sobre os perigos do efeito “hipopótamo”. Cheguei à conclusão de que esse era, de fato, o efeito “HPPO”: Highest Paid Person’s Opinion (efeito da opinião do mais bem pago, em tradução livre). É nesse momento que o melhor remunerado (o chefe) frequentemente toma decisões com base na experiência pessoal e na preferência em vez de dados e análises.

  • 8. It Depends

    Significa “depende”, em tradução literal. Nos negócios, grande parte das coisas depende de várias condições, então o termo é o favorito das pessoas da área. Ele encoraja a fornecer uma resposta condicional, uma vez que as decisões de negócios são determinadas por várias situações.

  • 9. MBA

    “Masters in Buzzword Accumulation” (mestres da acumulação de neologismos, em tradução livre). Isso quando o termo não está sendo distorcido para “Mediocre But Arrogant” (medíocre mas arrogante), “Manager By Accident” (gerente por acidente), “More Bad Advice” (mais conselhos ruins), ou “Me Before Anyone” (eu antes de qualquer um).

  • 10. McBainCG

    É engraçado rotular as três maiores empresas de consultoria como “McBainCG”. Alguns de nossos professores usam o termo para generalizar a McKinsey, a Bain e a BCG, e isso sempre proporciona algumas risadas.

  • 11. IPO de relacionamento

    A primeira vez que um casal formado em uma escola de negócios publica uma foto nas redes sociais.

  • 12. Three S’s

    Três “Ss”, em tradução livre: sleep, socialising and study (sono, socialização e estudo). É a noção de que você não pode ter todos os três, mas precisa priorizar os dois primeiros. Eu, sinceramente, acho que é possível conseguir todos os três se você precisar apenas de quatro horas de sono, sair duas vezes por semana e estudar sem procrastinação. Na verdade, acho que falta a quarta parte: procurar um emprego.

  • 13. TIGS

    Em algum momento do primeiro ano, alguém vai soltar a sigla, que significa “This Is Grad School” (isso é escola de graduação, em tradução livre). Sempre que estávamos estressados ​​ou alguém reclamava dos trabalhos do curso ou de procurar por um emprego, alguém apenas dizia: TIGS.

  • 14. TL; DR

    Pode não ser um termo específico do MBA, mas eu nunca tinha ouvido falar dele antes do curso. Continuei a ver isso aparecer nos e-mails dos alunos e, finalmente, pesquisei a definição. Significa “Too Long; Didn’t Read” (muito longo; não li, em tradução livre). Fiquei confuso porque as pessoas usam isso para, em seguida, resumir o conteúdo, partindo do princípio de que muitos não terão paciência ou tempo para digerir algo tão extenso.

  • 15. Turkey Drop

    Em tradução livre, significa “queda do peru”. Faz referência a relacionamentos que terminam próximo ao Dia de Ação de Graças do primeiro semestre de curso.

1. Círculo da morte

Imagine que você está na recepção de um evento de networking e encontra um representante da empresa dos seus sonhos na função que você sempre quis. Agora mentalize 10 outras pessoas que também estão interessadas em falar com ele para estabelecer uma conexão e, de alguma forma, todos vocês acabam formando um círculo grande e crescente. Todo mundo balança a cabeça desajeitadamente e sorri para o indivíduo, enquanto pensam em um assunto ou questão de relevância para marcar pontos na discussão. Para piorar as coisas, ninguém sabe como educadamente sair. Este é o infame círculo da morte.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).