5 maneiras de evitar o burnout em 2020

Getty Images / Halfpoint Images.
É possível evitar o burnout e obter bons resultados sem se doar ao extremo para o trabalho

Quase um quarto de todos os funcionários relatam o sentimento de desgaste total no trabalho com muita frequência ou sempre. Eles fazem parte de um grupo com 63% mais chances de passar um dia doente e 23% mais provável de visitar o pronto-socorro.

Você se identifica com isso?

VEJA MAIS: Síndrome de Burnout: saiba como se proteger deste mal

Quase todas as mulheres ambiciosas que conheço já se sentiram assim em mais de uma ocasião. Então, para me antecipar a isso em 2020, entrei em contato com Heather Chauvin, coach de liderança e especialista em educação estratégica para a fim de receber algumas dicas sobre como evitar o burnout neste ano.

Veja, na galeria de imagens a seguir, 5 práticas sugeridas pela especialista:

  • 1. Desafie-se

    Quando Heather dá esse conselho a seus clientes, eles geralmente pensam que ela está falando sobre correr uma maratona ou escalar o Kilimanjaro. Mas, na verdade, a ideia é uma tarefa que os desafia a ficarem quietos, como verificar o e-mail apenas duas vezes por dia, recusar um projeto porque eles não têm capacidade para trabalhar nele, fazer um retiro ou não colocar nada no calendário e ficar apenas sentado na varanda olhando para longe o dia todo. Aproveitar momentos de quietude vai ajudá-lo a liderar intencionalmente quando começar a trabalhar novamente. Na verdade, você trabalhará de maneira mais inteligente, rápida e criativa.

  • 2. Combine as paixões de outras pessoas a seus pontos negativos

    Recentemente, ao se deparar com problemas para conseguir que uma nova funcionária concluísse algumas tarefas relacionadas às mídias sociais, Heather (ao invés se frustrar) tirou um tempo para perguntar à contratada sobre quais eram suas paixões no trabalho. Quando expressou verdadeiro interesse pelo planejamento, ela passou a atuar no gerenciamento de eventos e sua produtividade disparou. Apesar do que possa ter ouvido antes, pedir ajuda não é simplesmente procurar por assistência quando precisar.

    Só porque sua sogra mora perto de você, por exemplo, não significa que ela é a melhor pessoa para cuidar de seus filhos. Ao pedir auxílio, é fundamental garantir que as pessoas nas quais você se apoia sejam as mais adequadas para cumprir a tarefa e estejam empolgadas. É possível determinar isso fazendo a mesma pergunta básica: “Pelo que você é apaixonado?”

  • 3. Desligue seu celular uma vez por mês

    Designe um dia em seu calendário mensal em que ninguém –nem seu chefe, ou seus clientes e seu parceiro– possa se apossar do seu tempo pelo smartphone. Use esse período para se concentrar em algo que sua alma deseja: assista a um novo filme, conecte-se com um ente querido, escreva um haiku (forma curta de poesia japonesa), faça uma caminhada. Pode ser mais fácil ter um detox de conversa/texto/tweet em um dia fora do expediente, como um domingo, ou optar por apenas algumas horas tardias do dia, como 19h às 22h.

    Assim que se sentir confortável ao praticar isso uma vez por mês, tente fazer o upgrade para uma vez por semana, ou até uma hora por dia. Quando começar a se concentrar em recarregar sua própria “bateria” tanto como a do celular, nunca mais precisará se tentar espremer o finzinho da carga para mandar só mais um e-mail.

  • 4. Doe 70%

    “Dê tudo de si” ou “se for fazer algo, entre com tudo, ou nem entre” são aquelas frases motivacionais que parecem boas, mas, na verdade, representam uma maneira infalível de se preparar para surtar antes do outono começar. Se “laranja é o novo preto”, 70% é o novo 110%, principalmente quando se assume uma nova tarefa. Digamos que você queira começar a se exercitar mais na academia ou decidiu organizar um evento ao vivo. Atuar nessa obrigação consistentemente com 70% do seu esforço todos os dias (em vez de 110%) obterá quase a mesma quantidade de sucesso e menos exaustão extrema que rouba sua energia de outras atividades.

    As micro-ações podem levar à alegria macro –e, o mais importante, vencer o esgotamento.

    Como isso funciona? Em vez de planejar ir à academia três dias por semana e ficar uma hora em cada um, mova-se 10 minutos diariamente. Ou então, ao contrário de enviar 200 convites para um evento, de modo a se forçar a entregá-los de uma só vez, considere encaminhar 15 por dia até terminar.

  • 5. Concentre-se em ações que impulsionem seu trabalho

    Pare de se ocupar por até mesmo um segundo com tarefas menos prioritárias até realizar aquela mais importante do dia, que o ajudará a impulsionar seu negócio. Isso significa não responder a e-mails, verificar as mídias sociais e se preocupar com problemas pequenos até que você envie a proposta para um novo cliente em potencial ou termine de trabalhar em uma apresentação para o seu chefe.

    Aquele 5% de trabalho obterá 95% dos resultados. Além disso, será possível economizar noites estressantes, nas quais são realizadas obrigações de última hora.

1. Desafie-se

Quando Heather dá esse conselho a seus clientes, eles geralmente pensam que ela está falando sobre correr uma maratona ou escalar o Kilimanjaro. Mas, na verdade, a ideia é uma tarefa que os desafia a ficarem quietos, como verificar o e-mail apenas duas vezes por dia, recusar um projeto porque eles não têm capacidade para trabalhar nele, fazer um retiro ou não colocar nada no calendário e ficar apenas sentado na varanda olhando para longe o dia todo. Aproveitar momentos de quietude vai ajudá-lo a liderar intencionalmente quando começar a trabalhar novamente. Na verdade, você trabalhará de maneira mais inteligente, rápida e criativa.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).