Aprenda a não sabotar seus esforços quando trabalhar de casa

GettyImages/ Hinterhaus Productions
GettyImages/ Hinterhaus Productions

Possuir uma agenda fixa de tarefas e manter-se focado na saúde são essenciais para um home office eficiente

Não faz muito tempo que trabalhar remotamente parecia um desejo distante. Mesmo quando foi implementada, a atividade parecia mais “brincar de trabalhar” do que realmente trabalhar. Lembro-me vividamente de conversar com membros da minha equipe que se incomodavam com o fato de as pessoas (principalmente amigos e familiares) não levarem suas carreiras a sério porque não precisavam se deslocar a um local físico às 9h da manhã.

Hoje em dia, os melhores e mais brilhantes profissionais esperam poder trabalhar de maneira remota. Não é mais um tabu. De fato, entre 2005 e 2017, houve um aumento de 159% no trabalho remoto. Além disso, de acordo com o Relatório 2020 da Intuit, os trabalhadores remotos vão representar mais de 40% da força de trabalho este ano.

LEIA MAIS: 3 mudanças simples para aumentar a felicidade no dia a dia

A tecnologia desempenhou um papel enorme nessa mudança radical. Graças ao armazenamento em nuvem, por exemplo, é possível trabalhar quando e onde quiser. Mais pessoas estão se conscientizando dos benefícios do trabalho remoto: a capacidade de aumentar a satisfação dos empregados, aumentar a produtividade, buscar e reter os melhores talentos. Também existe a economia de dinheiro para funcionários e empregadores e é melhor para o meio ambiente.

E diante de uma epidemia como o coronavírus, o trabalho remoto pode manter as empresas e a economia caminhando o mais tranquilamente possível.

Mas você não pode esquecer que existem desafios no trabalho remoto que você deve superar para aproveitar ao máximo esse estilo de vida.

LEIA TAMBÉM: 5 sinais de que a cultura corporativa está prejudicando a reputação da empresa

Trabalhar remotamente pode ser benéfico para funcionários e empregadores. Mas isso só é possível se você estiver ciente dos desafios e encontrar maneiras de superá-los.

Veja na galeria de imagens a seguir 5 dicas para não sabotar o home office:

  • 1. É o pior dos dois mundos

    Trabalhar em casa parece muito legal. E há aspectos em que realmente é, como por poder evitar um trajeto estressante de duas horas ou encaixar as consultas médicas de seus filhos durante o dia. Mas há também algumas desvantagens: você tem mais distrações (TV, crianças correndo pela casa, um cachorro que quer brincar, tarefas domésticas) e menos acesso aos recursos e ambiente colaborativo que o local de trabalho fornece.

    Além disso, pode ser difícil definir o horário de trabalho e permanecer motivado quando você está em casa. Algumas pessoas, por exemplo, trabalham demais porque tecnicamente nunca saem do escritório. Há quem não seja tão produtivo porque não estabeleceu horário de trabalho e não está obtendo feedback positivo para se manter envolvido.

    Como solucionar essa situação: crie um cronograma e cumpra-o. Idealmente, ele deve ser pensado para os períodos em que você é mais produtivo. Além disso, garanta que você tem um horário definido para encerrar o dia.

    Mantenha uma área de trabalho separada em sua casa, silenciosa e livre de distrações. Vista uma roupa de trabalho de manhã e verifique se você tem as ferramentas e os recursos certos à sua disposição para ser produtivo. Se dê algumas recompensas ao longo do dia, como se deliciar com um café com leite se concluir uma tarefa antes do prazo final.

    GettyImages/ 10'000 Hours
  • 2. É difícil controlar a falta de comunicação

    A comunicação com outras pessoas já é problemática quando você está trabalhando no mesmo local, agora imagine quando se está conversando com um colega em um fuso-horário diferente ou em uma programação diferente da sua. Quando a falta de comunicação ocorre, o benefício da dúvida é crucial, mas ele pode não existir entre colegas que nunca realmente interagiram.

    Como solucionar essa situação: use ferramentas como Slack, Zoom e Skype. Um software de gerenciamento de projetos também pode ser útil para acompanhar o progresso de seus colegas de equipe sem solicitar atualizações constantemente.

    No entanto, também recomendo agendar reuniões frequentes (individualmente ou com toda a equipe) para resolver problemas ou fazer perguntas. O app Calendar usa um link de agendamento inteligente para diminuir o tempo tentando encontrar o melhor horário para a reunião. Ele reconhece fusos horários para que você não agende uma reunião em um horário inadequado para os outros participantes.

    GettyImages/ Westend61
  • 3. O isolamento e a falta de progressão na carreira podem prejudicar os funcionários remotos

    O isolamento é um medo assustador e real para trabalhadores remotos. Pessoas que se sentem deixadas de lado podem achar que seus colegas de trabalho sabem de mais coisas do que elas sabem. Ou pior ainda, essa pessoa pode desenvolver depressão e outras doenças mentais. Para trabalhadores remotos, isso pode afetar seu bem-estar, aumentar o estresse e resultar em más decisões. Para os empregadores, isso pode diminuir a produtividade e causar atrito entre as equipes se um projeto for atrasado por um indivíduo.

    Menos tempo de contato também cria menos oportunidades para funcionários remotos. Seus gerentes não conseguem ver as habilidades de liderança ou o trabalho colaborativo que normalmente procuram. É difícil exibir uma atitude de “poder fazer” a quilômetros de distância.

    Como solucionar essa situação: se possível, tente fazer uma aparição física eventual no seu local de trabalho; se você for convidado para eventos ou reuniões com a equipe, faça todos os esforços para participar. Se não puder, agende reuniões virtuais frequentes com seus colegas de trabalho. Você também pode querer trabalhar ocasionalmente em uma cafeteria ou espaço de trabalho conjunto. Também é recomendável ingressar em grupos e organizações locais.

    Empregadores e gerentes devem olhar além das métricas superficiais no momento de dar uma promoção. Muitas ferramentas de gerenciamento de projetos e de análise de pessoas podem fornecer feedback sobre o desempenho das pessoas sem exigir “tempo de presença física”, e os colegas podem ser ótimos recursos para avaliar o preparo das pessoas para novos projetos ou funções.

    GettyImages/ Luis Alvarez
  • 4. Home office pode levar a hábitos prejudiciais

    Trabalhar em casa facilita a visita à sua cozinha durante o dia. Se ela estiver cheia de comidas calóricas, isso não é benéfico para sua saúde ou sua produtividade. Além disso, você não está se movendo tanto quanto estaria se trabalhasse em um escritório, algo que é muito preocupante.

    Como solucionar essa situação: armazene alimentos saudáveis em sua casa. Certifique-se de disponibilizar tempo para atividades físicas. Até mesmo andar por 30 minutos por dia pode aumentar a aptidão cardiovascular, fortalecer ossos, reduzir o excesso de gordura corporal e aumentar força e resistência muscular.

    GettyImages/ Maskot
  • 5. O trabalho remoto pode aumentar os riscos de segurança cibernética

    De acordo com um estudo da OpenVPN, 90% dos profissionais de TI acreditam que os funcionários remotos não são seguros. Mas não dá para culpá-los.

    O primeiro problema é que você pode armazenar ou trocar dados confidenciais por meio de redes Wi-Fi inseguras, como as públicas. Redes domésticas também podem não ser seguras, se não estiverem criptografadas. Isso também acontece se você estiver usando dispositivos pessoais para o trabalho. Se o seu software não for atualizado e você não tiver uma senha forte, poderá estar vulnerável a ataques.

    Há também a possibilidade de perder um dispositivo pessoal. Alguém pode olhar para sua tela se ela for deixada sem vigilância em um local público, como quando você estiver usando o banheiro enquanto trabalha em um café.

    Como solucionar essa situação: use práticas de segurança conhecidas. Em vez de usar uma rede perigosa, use uma conexão VPN; melhore a segurança com um gerenciador de senhas e nunca deixe seus dispositivos sem vigilância.

    GettyImages/ Willie B. Thomas

1. É o pior dos dois mundos

Trabalhar em casa parece muito legal. E há aspectos em que realmente é, como por poder evitar um trajeto estressante de duas horas ou encaixar as consultas médicas de seus filhos durante o dia. Mas há também algumas desvantagens: você tem mais distrações (TV, crianças correndo pela casa, um cachorro que quer brincar, tarefas domésticas) e menos acesso aos recursos e ambiente colaborativo que o local de trabalho fornece.

Além disso, pode ser difícil definir o horário de trabalho e permanecer motivado quando você está em casa. Algumas pessoas, por exemplo, trabalham demais porque tecnicamente nunca saem do escritório. Há quem não seja tão produtivo porque não estabeleceu horário de trabalho e não está obtendo feedback positivo para se manter envolvido.

Como solucionar essa situação: crie um cronograma e cumpra-o. Idealmente, ele deve ser pensado para os períodos em que você é mais produtivo. Além disso, garanta que você tem um horário definido para encerrar o dia.

Mantenha uma área de trabalho separada em sua casa, silenciosa e livre de distrações. Vista uma roupa de trabalho de manhã e verifique se você tem as ferramentas e os recursos certos à sua disposição para ser produtivo. Se dê algumas recompensas ao longo do dia, como se deliciar com um café com leite se concluir uma tarefa antes do prazo final.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).