6 dicas para conciliar o home office com os filhos

Getty Images
Getty Images

Para além da rotina de trabalho, o home office é uma ótima oportunidade de aproveitar os filhos

Até 2020, apenas uma pequena porcentagem de pessoas trabalhava com home office –por volta de 3,4%, de acordo com o FlexJobs. Atualmente, a maioria dos norte-americanos, cerca de 62%, segundo a Gallup, estão trabalhando em casa. E três em cada cinco funcionários afirmam que gostariam de continuar em home office.

É fácil entender o motivo quando 65% das pessoas apontaram ser mais produtivas no em casa. Apesar de terem filhos, pais comentam ter experimentado apenas uma queda de 1% na produtividade. Para isso, eles aprenderam a gerenciar as responsabilidades do trabalho e paternidade.

LEIA MAIS: Forbes promove primeiro webinar sobre Saúde Mental nas empresas. Participe

Veja na galeria de imagens a seguir seis dicas para conciliar o home office com os filhos:

  • 1. Crie uma rotina flexível

    “O primeiro passo é manter a estrutura do dia como sempre foi”, aconselha Avni Patel Thompson, na “Harvard Business Review”. “Além dos benefícios da intimidade, ter uma rotina irá orientar os horários dedicados ao trabalho e às crianças.” Ao ter horários estabelecidos para dormir e fazer refeições, não haverá interrupção durante o dia. O resultado é harmonia familiar, juntamente com produtividade.

    Além disso, rotinas consistentes podem reduzir o estresse e incentivar o vínculo familiar, assim como facilitar o planejamento e gerenciamento de tempo. Por exemplo, se o jantar é todas as noites às 19h, não se deve agendar uma ligação por vídeo às 18h45.

    Haverá momentos em que será preciso modificar a programação por causa de um feriado, trabalho ou férias e, portanto, é recomendado manter certa flexibilidade também. A melhor maneira de conseguir é deixar tempo livre na rotina. Dessa forma, em vez de programar cada minuto do dia, deixe uma ou duas horas sem planejar.

    Getty Images
  • 2. Experimente usar blocos de tempo

    Trabalhar em home office com filhos não é tarefa fácil. Mas é possível fazer dar certo. “Coloque as responsabilidades em um calendário e comece a atribuir turnos a membros específicos da família”, recomenda Patel Thompson. “Minha família tem um Google Agenda e criamos um exemplo simples para as famílias usarem para criar agendas dos filhos e adicionar turnos.”

    É possível reservar horários de trabalho com base nos cuidados das crianças e em prazos ou preferências. Por exemplo, se você é mais produtivo pela manhã ou é o período quando ocorre a maioria das reuniões de equipe, trabalhe em um turno de quatro horas, das 8h às 12h, enquanto seu parceiro cuida das crianças. Em seguida, os papéis mudam à tarde e você cuida das crianças enquanto seu parceiro trabalha no turno de quatro horas.

    Você também pode tentar turnos mais curtos. São os “turnos de 30 minutos a 2 horas que alternam entre os adultos”, diz Patel Thompson.

    Outra ideia é aproveitar os tempos de cochilo dos filhos mais novos. Além disso, utilize os intervalos de trabalho –mesmo que seja uma caminhada de 20 minutos– com a família.

    Getty Images
  • 3. Estabeleça prioridades

    Tarefas inadiáveis têm preferência e, geralmente, são definidas por valores, princípios e objetivos. Depois de identificar tais compromissos, adicione-os ao seu calendário para que nada entre na frente deles.

    Por exemplo, digamos que o tempo para a família seja uma prioridade. Pode-se reservar uma hora para o jantar todas as noites para todos comerem juntos. Se a construção de relacionamentos com seus colegas é importante, é possível agendar almoços virtuais semanais.

    Quanto às responsabilidades de trabalho, limite-se a não ter mais que três tarefas prioritárias por dia. Lembre-se de que há muito o que você pode realizar em um dia. Portanto, limitar suas responsabilidades pode aumentar as chances de você fazê-las.

    A única maneira de ser realmente produtivo é priorizar e agendar o trabalho, bem como o que é mais importante em casa. Discuta os compromissos ​​que têm prioridade com sua família e equipe para que todos possam se apoiar.

    Getty Images
  • 4. Delimite suas funções

    Uma das maiores desvantagens em fazer home office é que os limites entre sua vida profissional e pessoal tendem a se confundir. Se você fosse para um escritório, seria mais fácil evitar distrações. Além disso, é muito mais difícil deixar de trabalhar, porque você vive e trabalha no mesmo local.

    Uma solução é separar a área pessoal e profissional ao criar um espaço de trabalho dedicado e separado do resto da sua casa. Por exemplo, encontre um espaço em sua casa que você não seja totalmente utilizado. No entanto, se você não tiver espaço, encontre pelo menos uma área tranquila em sua casa, onde poderá ficar em paz quando precisar fazer chamadas de vídeo ou trabalho intenso.

    Outra ideia é focar em uma função de cada vez. Se você reservou o horário das 8h às 11h para trabalhar, este é o momento da sua função comercial. No entanto, das 11h às 13h, é hora de fazer o papel de pai ou mãe.

    Estabeleça uma rotina de transição entre as tarefas. Pode ser algo simples, como desligar o computador ou trocar de roupa. Isso indica que é hora de mudar do modo trabalho para o modo pai ou vice-versa.

    Getty Images
  • 5. Planeje o que puder com antecedência

    Além de planejar minha programação da semana de trabalho aos domingos, minha família também prepara refeições para a semana naquele dia. Mesmo que não façamos a comida, pelo menos podemos planejar um cardápio para ter certeza de que temos todos os ingredientes –é uma decisão menos demorada que tenho que tomar durante a semana.

    Também planejo atividades com meus filhos durante a semana enquanto estou em reuniões, como jogos ao ar livre, atividades ou sessões de filmes.

    Getty Images
  • 6. Se dê uma folga

    Até profissionais experientes em home office podem ter dificuldades em lidar com suas responsabilidades familiares. Você pode ter planejado todos as funções antes da pandemia, mas tudo mudou quando seus filhos passaram a ficar em casa.

    Por ser um momento sem precedentes, não há razão para se culpar caso seus filhos estiverem comendo comida industrializada no almoço ou gastando mais tempo em computador, televisão e celular. É apenas temporário e você e sua família se adaptaram às mudanças e descobriram qual rotina funciona melhor.

    O mesmo vale para o seu trabalho. Você provavelmente não será capaz de trabalhar por oito horas ou fazer tudo o que gostaria. Mas tudo bem. Seja realista, não se preocupe com a perfeição e cuide do que puder, principalmente das suas prioridades. E o mais importante: aprecie esse tempo que você tem com seus filhos.

    Getty Images

1. Crie uma rotina flexível

“O primeiro passo é manter a estrutura do dia como sempre foi”, aconselha Avni Patel Thompson, na “Harvard Business Review”. “Além dos benefícios da intimidade, ter uma rotina irá orientar os horários dedicados ao trabalho e às crianças.” Ao ter horários estabelecidos para dormir e fazer refeições, não haverá interrupção durante o dia. O resultado é harmonia familiar, juntamente com produtividade.

Além disso, rotinas consistentes podem reduzir o estresse e incentivar o vínculo familiar, assim como facilitar o planejamento e gerenciamento de tempo. Por exemplo, se o jantar é todas as noites às 19h, não se deve agendar uma ligação por vídeo às 18h45.

Haverá momentos em que será preciso modificar a programação por causa de um feriado, trabalho ou férias e, portanto, é recomendado manter certa flexibilidade também. A melhor maneira de conseguir é deixar tempo livre na rotina. Dessa forma, em vez de programar cada minuto do dia, deixe uma ou duas horas sem planejar.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).