E quando dá vontade de jogar tudo para cima?

Todos nós temos problemas e estresses acumulados. A diferença, talvez, seja a forma como cada um lida com tais problemas

Flávio Augusto da Silva
Compartilhe esta publicação:

14 hábitos ruins que sugam a sua energia - iStock

Acessibilidade


A vida nas redes sociais costuma parecer perfeita. Mas a verdade é que essa perfeição não existe. Alguns desavisados, no entanto, são induzidos a acharem que suas vidas são uma porcaria ao se compararem com essa perfeição ilusória dos posts vorazes por likes e comentários. Infelizes com suas vidas imperfeitas, muitos ficam desmotivados e estão sempre prestes a jogar a toalha.

Mas, pare. Pare o que você está fazendo. Preste atenção: todo mundo sem exceção, isso inclui a mim, seu ídolo, seu influenciador preferido, o líder empresarial que coleciona grandes marcas, o político mais beligerante, a super modelo, todos eles, sem exceção, já pensaram em jogar tudo pra cima e desistir. Todos nós temos problemas e estresses acumulados. A diferença, talvez, seja a forma como cada um lida com tais problemas.

Leia mais: O sucesso é contraintuitivo

Você já pode ter pensado: “o dia que conseguir acumular 10 milhões, meus problemas estarão resolvidos”. Não vou te enganar. Faz quase duas décadas que, aos meus 30 anos, eu vi 10 milhões na minha conta. E te conto um segredo – fora o conforto de poder comprar quase tudo num shopping center – essa dinheirama não mudou o jogo para mim. Eu continuava com problemas para resolver, estresse e até novos problemas que só quem acumula algum dinheiro tem. Acredita que o mesmo aconteceu quando vi 100 milhões, 200, 500…? Fechei recentemente dois negócios de 10 dígitos e, mesmo assim, nada mudou. Os problemas continuaram. Então, gostaria de compartilhar algumas conclusões e conselhos:

1. Dinheiro é bom, mas não é tudo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

2. A vida é boa, mas os problemas fazem parte dela.

3. A vida vale a pena, mas o estresse faz parte de nossa existência.

4. Se trabalhar mais, ficará estressado.

5. Se diminuir o ritmo e trabalhar menos, também se estressará.

6. Se resolver ficar mais tempo com a família, vai se estressar com eles.

7. Se ficar sozinho numa ilha, ficará entediado.

8. Se ficar rodeados de pessoas, alguém vai de chatear.

9. A vida estressa.

10. A vida é maravilhosa.

Como assim? Não é uma contradição? Não. As nove primeiras constatações apenas fazem parte de um alinhamento de expectativas. Se você cria expectativas erradas, se frustrará. Não existe vida perfeita, família perfeita, trabalho perfeito. O que você vê na propaganda de margarina e nas redes sociais é falso. Se você alinha suas expectativas, chegará à conclusão de que a vida é maravilhosa – a décima frase –, apesar de todos os problemas e do estresse que insistem em nos rodear.

A vida é assim mesmo. Aprenda a ressignificar essas experiências e esteja pronto para curtir a vida adoidado ao lado de sua mulher/marido imperfeita(o). A felicidade está em criarmos as expectativas corretas, e não nos iludirmos com as fotos cheias de photoshop. Bem-vindo(a) ao mundo real das imperfeições, dos problemas e das estrias na coxa. Aqui é onde a gente sabe ser feliz!

Flávio Augusto da Silva é empreendedor e escritor. Dentre suas iniciativas, é CEO e fundador da WiseUp, líder no ensino de inglês para adultos, proprietário do Orlando City Soccer Club, time de futebol profissional dos EUA, e fundador e Presidente do conselho de administração da Wiser Educação.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Artigo publicado na edição 97 da revista Forbes, de maio de 2022.

Compartilhe esta publicação: