Líder ligado à Yakuza, máfia japonesa, é encontrado morto em sua casa

Segundo polícia, Tatsuyuki Hishida foi espancado até a morte.

Blog da Redação
Compartilhe esta publicação:
Polícia faz procura em casa da Yamaguchi-Gumi em outubro (Getty Images)

Polícia faz procura em casa da Yamaguchi-Gumi em outubro (Getty Images)

Acessibilidade


Um dos principais chefes da yakuza, máfia japonesa, foi encontrado morto na noite do último domingo (15) no hall de sua casa. De acordo com a polícia da cidade de Yokkaichi, Tatsuyuki Hishida tinha as mãos e os pés amarrados e sua cabeça, ensanguentada, indicava sinais de espancamento. Os detalhes da morte, noticiados pelo jornal Mainichi Shimbun, ainda não foram confirmados, mas são investigados pela polícia local como homicídio.

RANKING: 5 grupos terroristas que mais matam no mundo

Hishida tera o presidente da ALOH Kai, gangue parte da família Yamaguchi-Gumi, uma das maiores redes criminosas do mundo e principal organização mafiosa do Japão, famosa por acumular milhões de dólares com jogos de azar, armas, tráfico de drogas, indústria do sexo e corrupção. Além disso, é envolvida também na manipulação do mercado de ações e pornografia on-line.

VÍDEO: Entenda em 10 minutos como nasceu a crise no Oriente Médio, que chegou à França

Em agosto, a Yamaguchi-Gumi foi dividida em duas principais facções, o que motivou preocupações quanto a uma provável guerra entre os 21 principais grupos criminosos existentes no país. O último desmembramento da gangue ocorreu em 1984 e resultou em assassinatos, tiroteios e tentativas de atentados que aterrorizaram a população japonesa por anos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: