Christie's vai leiloar primeira obra criada por IA

Quadro, criado por um coletivo parisiense, pode arrecadar até US$ 10 mil.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Embora esse seja o primeiro leilão de um quadro gerado por inteligência artificial, alguns veem a peça como mais um retrato vendido na Christie’s

Acessibilidade


A casa de leilões Christie’s, que já vendeu quadros de Picasso e Monet por valores recorde, está pronta para atingir outro marco na noite de hoje (23), com o primeiro leilão de uma peça de arte criada por inteligência artificial (IA).

LEIA MAIS: Casa de leilão diz que adoraria outra “façanha” de Banksy

O “Retrato de Edmond Belamy” mostra um homem ligeiramente borrado vestindo um casaco preto com colarinho branco. Seu posicionamento descentralizado deixa espaço branco o suficiente para mostrar a assinatura do artista como “min max Ex[log(D(x))] + Ez[log(1-D(G(z)))].

Embora esse seja o primeiro leilão de um quadro gerado por inteligência artificial, alguns veem a peça como mais um retrato vendido na Christie’s.

“Pode não ter sido pintado por um homem vestindo uma peruca empoeirada, mas é exatamente o tipo de trabalho que temos vendido por 250 anos”, disse o organizador de vendas da Christie’s, Richard Lloyd, em comunicado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O retrato que estará disponível para venda entre os dias 23 e 25 de outubro foi programado com IA pelo coletivo parisiense Obvious, cujos membros incluem Hugo Caselles-Dupré, Pierre Fautrel e Gauthier Vernier. O trabalho deve arrecadar entre US$ 7 mil e US$ 10 mil, de acordo com a casa de leilões.

O trabalho foi produzido como um experimento “na interface entre a arte e a inteligência artificial”, disse a Christie’s em seu site.

Compartilhe esta publicação: