Tribunal obriga Albert II a fazer teste de paternidade

Rei aposentado da Bélgica pode ser o pai de uma artista de 50 anos.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Reuters
Reuters

O monarca de 84 anos contesta a alegação da artista, Delphine, há mais de uma década

Acessibilidade


O tribunal de recursos de Bruxelas determinou que o rei aposentado da Bélgica, Albert II, faça um teste de paternidade, revertendo decisão anterior em um processo movido por Delphine Boël, uma artista de 50 anos.

LEIA MAIS: Ladrões roubam coroas de família real da Suécia

De acordo com o julgamento, divulgado por advogados de Delphine hoje (5), o rei Albert II deverá fazer o teste dentro de três meses ou corre o risco de ser considerado pai da artista – embora seus advogados possam recorrer ao argumento legal da corte.

O monarca de 84 anos, que em 2013 abdicou do trono após 20 anos em favor de seu filho Philippe, contesta a alegação de Delphine há mais de uma década. Testes de DNA determinados judicialmente provaram que ela não é filha de Jacques Boël, herdeiro de uma das mais ricas dinastias industriais da Bélgica.

O tribunal não respondeu ao pedido de entrevista da Reuters e a casa real disse que não comentaria o assunto. Advogados de Delphine disseram em comunicado que estavam satisfeitos com a “forte afirmação do princípio de atuar de acordo com os interesses da criança”, à medida que ela busca confirmação legal de sua verdadeira identidade.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A identidade de Delphine se tornou tema de debate público após a publicação, em 1999, da biografia da rainha Paola, a mulher italiana de Albert, que alegava que ele teve um longo relacionamento fora do casamento, do qual nasceu uma filha na década de 1960.

VEJA TAMBÉM: Família real britânica vale US$ 88 bi mostra relatório

Albert, que não tem nenhum cargo público formal, reconheceu que ele e Paola tiveram dificuldades no casamento. Seus três filhos são mais velhos que Delphine Boel. A próxima na linha de sucessão ao trono é Princesa Elisabeth, filha de 17 anos de Philippe e da rainha Mathilde.

Compartilhe esta publicação: