Como uma lição de produtividade de Seinfeld fará você ser mais decidido

Meu trabalho como consultor financeiro é dedicado a ajudar os outros a obter melhores resultados, alinhado aos objetivos do meu cliente e com base em seus valores. E, embora a maior parte desse trabalho envolva recursos financeiros, também me tornei obcecado por administração, uma vez que o nosso recurso mais escasso muitas vezes é o tempo.

LEIA MAIS: Brasileiras estão no Top 10 das companhias aéreas mais pontuais do mundo

Um das lições mais simples e produtivas que encontrei nessa busca vem, quase que de forma engraçada, de uma das pessoas mais divertidas do planeta, Jerry Seinfeld.

Apresentado pela primeira vez à produtividade de Seinfeld, por meio de Cal Newport, no livro “Trabalho Focado”, e, em seguida, pelo filme “Jerry Before Seinfeld”, disponível na Netflix, aprendi muito sobre a ferramenta que ele usou para se tornar um dos melhores comediantes do mundo: objetivos diários.

Muito antes da fama, Seinfeld se comprometeu com o objetivo diário de escrever novas piadas para aprimorar seu trabalho. O hábito incluía rabiscar um “X” em cada dia do calendário, assim que finalizava sua tarefa.

Seinfeld identificou a coisa mais importante que precisava fazer todos os dias e, em seguida, usou seu calendário para registrar a conclusão da meta estabelecida.

Todos nós podemos aplicar esse mesmo método. Pense sobre quais são as coisas mais importantes que você precisa fazer. Em como adaptar seu gerenciamento de calendário para melhorar a probabilidade de que isso aconteça.

Veja na galeria de fotos abaixo como adaptei a técnica de Seinfeld:

  • 1) Tenha foco

    A coisa mais importante que eu preciso fazer diariamente é me concentrar espiritualmente e mentalmente. Portanto, diariamente, depois de preparar o meu café, é sentar no meu escritório, em casa, e passar cerca de 30 minutos lendo, refletindo e meditando.

  • 2) Siga a rotina

    A segunda coisa mais importante que preciso fazer, não só para minha própria saúde, mas também para a sanidade daqueles com quem vivo e trabalho, é o exercício físico. Eu faço três dias de treinos HIIT (de alta intensidade) e dois dias de ioga durante a semana. Melhorei a probabilidade de isso se concretizar indo a uma academia que oferece os dois tipos de aula. Mas o mais importante é que a academia exige que você agende os exercícios com antecedência e cobra em caso de cancelamento, o que me obriga a ir. Então, no começo de cada semana, eu programo cinco turmas, que se transformam em reuniões no meu calendário. Estas, por sua vez, ajudam-me a ser mais produtivo em todas as outras atividades do dia.

  • 3) Escreva sua tarefa mais importante do dia

    Em seguida, foco na minha tarefa mais importante do dia. Como parte do meu planejamento diário, determino o que eu preciso fazer para ter o maior impacto nos projetos em que estou trabalhando. Inspirado pelo autor Daniel Pink, eu tenho um quadro branco no meu escritório, onde eu escrevo essa tarefa.

    O segredo aqui, claro, é realmente fazer isso. Pink sugere simplesmente que essa seja a primeira tarefa do dia, mas eu também aplico algumas formas sistemáticas de gerenciamento de calendário para aumentar ainda mais as chances de checar minha lista, conforme descrito no livro de Cal Newport, “Trabalho Focado”.

    Newport fornece evidências convincentes de que, independentemente de quantas horas trabalhamos em um determinado dia, temos apenas quatro horas de boa produtividade, biologicamente falando. Com o incentivo dele, determinei quais são essas quatro horas para mim (geralmente das 10h às 14h). Eu as marco no calendário como meu “tempo de foco”, no qual eu completarei minha tarefa mais importante do dia. Outras tarefas importantes, mas menos cansativas, como responder a e-mails, chamadas, reuniões e recados, são feitas em seguida, de uma vez.

  • 4) Ajude os outros

    Por fim, tento fazer algo útil para outra pessoa. Adam Grant, o autor de “Dar e Receber”, que dedicou sua carreira para nos ajudar a tirar mais proveito de nossas profissões, é quase notório por seu alto nível de realização e produtividade. Mas ele tem um método muito simples que orienta seu planejamento semanal e diário, como descrito abaixo:

    “Eu tento começar toda semana com três coisas que eu quero realizar e que me importam. E, então, três maneiras como eu quero ajudar outras pessoas. E essa é a bússola da semana. Eu planejo todo o meu cronograma em torno disso”.

    Para mim, essa noção de ajudar outras pessoas pode ser algo tão envolvente quanto estender a mão para contribuir com o projeto de um amigo, mas também pode ser tão simples quanto pegar o telefone para ver como um colega ou amigo está ou enviar uma palavra de conforto ou elogio por e-mail.

    O que tem sido interessante para mim é que a conclusão dessa tarefa, embora costume ser vista como de prioridade “mais baixa”, geralmente, oferece a maior satisfação.

    Usar uma estratégia como essa cria um calendário bagunçado, mas cada marca oferece a dose de endorfina de que devemos desfrutar a cada trabalho concluído. Também cria um registro visual de nossa produtividade, ou da falta dela, durante todo o dia, semana, mês e ano.

1) Tenha foco

A coisa mais importante que eu preciso fazer diariamente é me concentrar espiritualmente e mentalmente. Portanto, diariamente, depois de preparar o meu café, é sentar no meu escritório, em casa, e passar cerca de 30 minutos lendo, refletindo e meditando.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).