Erika Palomino assume o Centro Cultural São Paulo

Jornalista vai cuidar de complexo que conta com cinema, teatros e galeria.

Alvaro Leme
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Erika: “Sou movida por desafios”, diz a nova diretora do CCSP

Acessibilidade


Localizado numa área nobre da cidade, o Centro Cultural São Paulo é formado por um complexo que conta com bibliotecas, teatros, galerias de arte, espaço para shows e cinema. Apesar disso – e embora receba um bem-vindo fluxo de frequentadores e visitantes –, não ocupa uma posição de protagonismo dentro do cenário paulistano. Isso pode mudar com a notícia de que o espaço instalado junto ao metrô Vergueiro (e que pertence à prefeitura) passará a ser comandado pela jornalista e consultora de moda Erika Palomino a partir da semana que vem.

LEIA TAMBÉM: Teatro Municipal abre temporada de óperas de 2019

Famosa por seu trabalho como colunista de moda, comportamento e noite (#Saudades) na “Folha de S. Paulo”, Erika há três anos atua também como diretora criativa na iniciativa privada. É seu primeiro desafio numa instituição pública, razão pela qual optou por primeiro se inteirar totalmente das prioridades do cargo antes de uma entrevista mais aprofundada. “De certa forma, é uma evolução do meu trabalho”, diz ela. “Sem dúvida um grande posto, que vai exigir muito, por suas características transversais. Estou muito animada com esses novos desafios. Sou movida por isso.”

A chegada de Erika tem como vantagem imediata colocar o CCSP no radar de uma turma não tão inteirada de sua existência, menos ainda de seu potencial. Também fazem diferença os muitos contatos dela, que podem se desdobrar em parcerias prósperas tanto no sentido criativo quanto no financeiro. E, sobretudo, o fato de que a nova diretora é dona de uma capacidade acima da média para detectar novidades e talentos, o que talvez leve o centro cultural por um caminho similar ao de uma incubadora de novos nomes das artes e áreas afins. Virar algo cool no primeiro momento e, logo depois, relevante. Que seja bom para a cidade, para ela e para os frequentadores!

Compartilhe esta publicação: