4 dicas para um divórcio mais pacífico

Getty Images
Alguns fatores podem ajudar a tirar “o peso” desse processo

O divórcio é um dos processos mais difíceis na vida de um casal, especialmente quando ambas as partes estão sentindo raiva ou mágoa e há crianças envolvidas.

LEIA MAIS: 13 divórcios excêntricos e bilionários

Recentemente, conversei com Juliet Laycoe, que, além de advogada, é mediadora e colaboradora em divórcios. Durante a conversa, esclareci os principais fatores que podem ajudar a tirar “o peso” desse processo, fazendo as coisas mais simples e fáceis, além de evitar o desgaste físico e emocional.

Veja, na galeria abaixo, como ter um divórcio menos traumático para você e sua família:

  • Tenha certeza de que o divórcio é a melhor opção

    Embora você possa pensar que o divórcio é a única solução para os seus problemas de relacionamento, pense bem e tenha certeza de que essa é, de fato, a melhor coisa a se fazer – tendo em vista que não é algo provisório. Muitas vezes, amigos e familiares influenciam nessas decisões, mas respeitar as diferenças e aprender a lidar com o próximo pode salvar um casamento. A comunicação ou as dificuldades financeiras podem parecer devastadoras, mas se você encarar bem os seus problemas e, quem sabe, contar com a ajuda de profissionais para encontrar uma solução, pode ser que redescubra a base do amor e do respeito com o seu parceiro.

  • Mantenha o respeito pelo próximo

    Manter o respeito no relacionamento com o seu ex pode parecer um desafio dependendo das circunstâncias da separação. Se você foi traído ou se as brigas eram muito comuns, sua reação instintiva pode ser contratar um advogado que lhe faça vencer a batalha do tribunal – não importa o quão turbulento possa ser esse processo. No entanto, uma longa batalha judicial pode resultar em gastos financeiros e prejuízos emocionais e físicos. Por isso, é bom considerar tudo isso com antecedência. Se possível, tente começar o processo de divórcio com respeito pelo próximo, a fim de que o mesmo seja civilizado para ambos os lados. Por mais que pareça difícil, esse tipo de conduta pode salvar você e seus filhos de estresses desnecessários.

  • Compartilhe seus pontos de vista

    Se você achar que é impossível concordar com o seu cônjuge, reconheça que compartilhar com ele seus objetivos e pontos de vista pode ajudar bastante, além de gerar menos aborrecimentos durante o divórcio. Se ambas as partes, por exemplo, concordarem em fazer dos filhos a sua prioridade máxima, elas podem trabalhar na direção a uma resolução para beneficiar a família como um todo. É bom ter certeza de quais são as visões comuns do casal e de que elas serão comunicadas aos advogados, ajudando a manter a civilidade e o respeito durante todo o processo.

  • Considere todas as opções do processo de divórcio

    Se você estiver preparado para se defender e lutar no tribunal, pode-se dizer que seu divórcio será tumultuado. Considere outras opções de divórcio disponíveis e pergunte a si mesmo: como eu quero que meu divórcio seja? Não é necessário que você se submeta a um juiz e a um tribunal a fim de resolver a situação. Existem outras alternativas que podem ajudá-lo a agir de maneiras menos desgastantes, tanto emocional, quanto financeiramente. Duas dessas formas são o divórcio colaborativo e a mediação familiar.

Tenha certeza de que o divórcio é a melhor opção

Embora você possa pensar que o divórcio é a única solução para os seus problemas de relacionamento, pense bem e tenha certeza de que essa é, de fato, a melhor coisa a se fazer – tendo em vista que não é algo provisório. Muitas vezes, amigos e familiares influenciam nessas decisões, mas respeitar as diferenças e aprender a lidar com o próximo pode salvar um casamento. A comunicação ou as dificuldades financeiras podem parecer devastadoras, mas se você encarar bem os seus problemas e, quem sabe, contar com a ajuda de profissionais para encontrar uma solução, pode ser que redescubra a base do amor e do respeito com o seu parceiro.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).